Polí­tica

Foto: Marcelo de Deus

O governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB) fez discurso no evento Pró-Dilma Rousseff realizado nesta segunda-feira, 25, em Palmas e relembrou a campanha estadual, quando não conseguiu se reeleger.

Gaguim disse que segue à disposição dos líderes políticos mesmo depois da conclusão do mandato. O peemedebista disse que os deputados estaduais da base não poderão deixar que os prefeitos sejam perseguidos. “Está nas mãos de vocês defender e manter a democracia”, frisou.

Gaguim disse que vai vigiar o governo de Siqueira Campos (PSDB). “Eu não vou descansar enquanto as promessas que fizeram não forem cumpridas”, disse. Gaguim ainda disse que Siqueira não poderá tomar posse porque teve as contas rejeitadas em 2006.

“Temos a faca e o queijo na mão”, disse, citando que seu grupo tem maioria na Assembleia e na Câmara Federal. “Eu quero estar junto com meus deputados estaduais e federais e nossos companheiros”, disse.

Gestão

Gaguim disse que o Tocantins cresceu 22% somente no último mês. “Mais que a China”, acrescentou. Quando terminar o governo Gaguim disse que vai percorrer o Estado para fazer um planejamento estratégico nos municípios. “Eu sou apaixonado por política”, frisou.

LDO

Sobre a polêmica dos valores de repasses para os outros poderes o governador disse que foram os presidentes das instituições que decidiram. Gaguim negou qualquer tentativa de tumultuar a transição.“Vocês são esclarecidos e devem saber que quem manda o orçamento são as instituições”, frisou aos jornalistas.