Polí­tica

Foto: Divulgação

Em pronunciamento no Senado na última sexta-feira, 12, o senador Leomar Quintanilha (PMDB-TO) defendeu a criação de um programa nacional de educação sob responsabilidade do governo federal que uniformize o ensino fundamental brasileiro.

Quintanilha considera que o Brasil esta caminhando para se tornar uma potência econômica mundial, mas o povo não está acompanhado o ritmo e o desenvolvimento do país. “Temos de encontrar recursos para revolucionar a educação nacional, sob pena de o País caminhar, como está caminhando, para ser uma grande potência internacional, mas seu povo não acompanhar o ritmo e o desenvolvimento do País”, alertou.

Conforme o senador do Tocantins, o Brasil deve solucionar a disparidade da qualidade de ensino entre as escolas. Ele defende que, respeitadas as diferenças regionais, seja elaborado um conteúdo programático único para todas as instituições de ensino. “Nossas crianças não podem ser discriminadas por nascerem em um Estado mais pobre, em um município mais pobre. É importante que tenhamos uma preocupação nacional e que os entes federados interajam para que possamos oferecer as mesmas condições, a mesma qualidade de educação para nossas crianças”, afirmou Quintanilha.

O senador sugere que a saída para melhorar o setor é investir principalmente na educação básica. Ele comparou o ensino fundamental com a construção de uma casa. “Para se fazer uma casa, se o alicerce não for bem feito, seguramente haverá comprometimento: as paredes podem rachar, o teto pode desabar. Na formação do ser humano é do mesmo jeito. Se faltar uma base educacional adequada, compatível com as exigências modernas, seguramente vai comprometer o ensino médio e o ensino superior”, concluiu.

Da redação com informações Assessoria de Imprensa Leomar Quintanilha

Por: Redação

Tags: Leomar Quintanilha, Senado