Polí­tica

A Associação dos Servidores do Naturatins entrou no impasse entre o deputado estadual Stálin Bucar (PR), a senadora Kátia Abreu (DEM) e ainda o deputado federal eleito Irajá Abreu (DEM) e o presidente do órgão, Stálin Júnior e encaminhou nota repudiando as declarações de Kátia sobre o Naturatins.

A senadora afirmou em nota que o deputado Stalin transformou o órgão num balcão de negócios.

Veja na íntegra a nota encaminhada pela Associação:

NOTA DE REPÚDIO

A Associação dos servidores do Naturatins - Instituto Natureza do Tocantins, MATINTA PERERA, repudia em nome de todos os servidores do órgão, as declarações da senadora Kátia, feitas junto à imprensa nesta tarde quarta-feira, 24, na qual, acusa o Naturatins de ter se transformado em um “balcão de negócios” onde se vendem licenças ambientais.

A associação defende que o Naturatins é composto pelo gestor, diretores, coordenadores, gerentes e servidores em geral, e que quando a senadora acusa o Naturatins, atinge diretamente todas as classes de servidores que aqui desempenham de forma íntegra e honesta suas funções.

Esclarecemos que o ato de emitir licenças não é de competência exclusiva da presidência, pois, envolve desde o técnico que vai ao campo realizar as vistorias, passando pela diretoria competente e finalizando na Assessoria Jurídica, que emite seu parecer validando ou indeferindo o trabalho realizado pela equipe técnica. Sendo assim, somente após toda análise jurídica e legal é da a licença ambiental ou qualquer outro ato assinado pela presidência.

A associação reconhece ainda a lisura e transparência do atual gestor na condução do órgão, bem como, o desempenho e a celeridade na realização dos serviços prestados a população, fazendo desse órgão, um dos mais respeitados pela opinião pública estadual.

São pais e mães de família que trabalham com dignidade para suprir suas famílias e para, de algum modo, contribuir para o fortalecimento e crescimento do órgão. Dessa forma, em defesa dos trabalhadores desta instituição, informamos que tal afirmação não procede e rejeitamos toda e qualquer acusação infundada relacionada aos servidores públicos desta instituição.

Palmas, 26 de novembro de 2010.

GUSTAVO SETUBAL

Presidente da Associação