Polí­tica

Foto: Antônio Gonçalves

O petista que foi candidato ao Senado no grupo do governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB), Paulo Mourão avaliou a indicação do atual secretário de Educação de Palmas, Danilo de Melo Sousa (PT) para ocupar a Secretaria Estadual na gestão de Siqueira Campos (PSDB).

Danilo é aliado de primeira hora do prefeito de Palmas, Raul Filho (PT) e afirmou nesta quarta-feira, 1º, que se surpreendeu com a indicação mas que já foi liberado pelo prefeito para integrar a equipe de Siqueira.

Mourão elogiou o perfil de Danilo. “O Danilo foi uma excelente escolha, é um nome incontestável, ele tem compromisso com a educação”, salientou.

No entanto, para Mourão a indicação de Danilo só comprova o papel que Raul exerceu na campanha. “Tenho certeza que essa questão partidária não há dúvidas da figura do atual prefeito e do papel dele nas eleições. Na verdade ele conseguiu enganar todos e só trouxe prejuízos”, frisou Mourão que não teve apoio de Raul para o Senado.

Mourão questionou a proximidade de Raul com o senador João Ribeiro (PR) e ainda com Vicentinho Alves (PR) que ocupará a vaga de Marcelo Miranda (PMDB) no Senado. “Você vê que eles sempre estiveram juntos e inclusive fizeram aquelas denúncias todas contra mim”, relembrou.

“Essa questão do Raul já está no histórico dele, ele se pauta como verdadeiro mais age de forma diferente nos bastidores. Ele fazia de conta que apoiava Gaguim, esse é o retrato”, disse.

Segundo Mourão,o prefeito teria também tido uma postura dúbia no pleito de 2006. “O partido decidiu apoiar o Quintanilha (senador Leomar Quintanilha) e ele na verdade nos bastidores apoiou foi o Marcelo (ex-governador Marcelo Miranda)”, disse.

Surpresa

A indicação de Danilo foi uma surpresa no meio político, no entanto, segundo Mourão no partido dos Trabalhadores os membros não se surpreenderam. “ À mim não causou surpresa o Raul é o Raul que eu conheço e cada dia ele dá rastro do seu DNA, é bom para o partido conhecer quem ele é realmente e como ele age”, disse.