Estado

Foto: Divulgação

O Núcleo de Mediação do Projeto Pacificar, instalado no Jardim Aureny III já apresenta resultados positivos junto à população.

Em comemoração ao Dia da Justiça, comemorado nesta quarta-feira, dia 08 de dezembro, a Defensoria Pública do Tocantins em parceria com a Faculdade Católica do Tocantins – Facto, intensificou as atividades nesta quarta-feira, 8. A ação contou com a presença da defensora pública geral do Tocantins, Estellamaris Postal, que visitou as instalações oferecidas ao público.

A defensora pública geral ressaltou que o Projeto Pacificar é fruto de recursos que a defensoria buscou junto ao Ministério da Justiça, por meio da Secretaria de Reforma do Judiciário, que tinha como projeto os atendimentos de conciliação e mediação junto com as universidades. “No Tocantins, convidamos a Faculdade Católica, que através dos professores e alunos estão empenhados para que o projeto funcione e dê resultados nas práticas jurídicas, junto à população carente que realmente precisa do atendimento. Acredito que o Projeto veio somar ainda mais com o atendimento prestado pela Defensoria Pública, sendo inclusive coordenado por uma defensora pública, que chama as pessoas assistidas e tenta uma conciliação, uma mediação. Na

grande maioria com resultados positivos, num processo menos desgastante e mais rápido”, ressaltou.

Solange Mateus Bispo foi uma das assistidas beneficiadas pelo Núcleo de Mediação. A dona de casa procurou o Núcleo para buscar soluções para uma cobrança indevida feita por uma empresa de telefonia móvel. “Meu problema foi resolvido e não esperava que fosse tão rápido, achava que iria demorar mais e, para mim, o Núcleo funcionou e muito bem’, disse a assistida.

Segundo a coordenadora do Projeto Pacificar, Ana Maria Freitas Melo, o Núcleo de Mediação, iniciado em agosto deste ano, veio agregar ao Núcleo de Prática Jurídica da Faculdade Católica, e o seu foco principal é a comunidade, pois os atendimentos prestados antes eram diretamente ligados à esfera judicial e tenta-se conciliar primeiro, fazer a mediação. “Este Núcleo está sendo de grande valia, enriquecedor para os alunos, que saem capacitados. Faculdade que cumpre com sua missão, e a sociedade que necessita dos serviços. Há contatos diretos com a comunidade, líderes e pastorais, com uma grande adesão mesmo com a implantação recente”, disse.

Pacificar

Implantado junto ao Núcleo de Prática Jurídica da Faculdade Católica do Tocantins, o Núcleo de Mediação é objeto do convênio do Projeto Pacificar, celebrado entre o Ministério da Justiça, por meio da Secretaria de Reforma do Judiciário, e a Defensoria Pública do Estado do Tocantins em parceria com a Faculdade Católica do Tocantins. A implementação do Núcleo se deu através da aquisição de equipamentos e contratação de serviços, realização de pesquisa diagnóstica e capacitação em técnicas de mediação.

O Projeto Pacificar será executado até junho de 2011 e, os Núcleos de atuação estão localizados na Avenida 01, Quadra 118, Lote 13, no Jardim Aureny III, em Palmas.

Fonte: Assessoria de Imprensa Defensoria Pública