Polí­tica

Foto: Divulgação

Em entrevista ao Conexão Tocantins na manhã desta quinta-feira, 6, o prefeito de Gurupi, Alexandre Abdalla (PR) se mostrou despreocupado com uma possível perda de poder administrativo após a criação da Secretaria Extraordinária de Organização e Implantação da Região Metropolitana de Gurupi.

Ao final da manhã da última quarta-feira, a ex-primeira-dama da cidade, Goyaciara Cruz, foi indicada para ocupar a pasta recém criada pelo governador Siqueira Campos (PSDB) e uma preocupação que pode vir a surgir junto aos prefeitos, principalmente das cidades-sede das Regiões Metropolitanas seria a instauração de um governo paralelo nas regiões e a suposta perda de comando por parte da administração pública municipal.

No entanto, o prefeito Abdalla, gestor da primeira cidade sede das RM’s, frisou que não acredita em um poder paralelo na região, por parte do governo do Estado. De acordo com ele, cada prefeito tem e manterá sua autonomia para governar, mesmo depois da criação da Região Metropolitana. “Governo paralelo não existe. Quem comanda o município é o prefeito, junto com o poder estadual”, completou.

Contudo mesmo tranquilo com a instauração da RM de Gurupi e com a indicação de uma “governadora da região Sul”, como disse o governador no ato da indicação de Goyaciara Cruz para titular da pasta, Abdalla se disse preparado para qualquer problema que possa surgir. “O prefeito sabe se virar. Se tiver algum problema, não vai ser a primeira vez que governarei com isso”, informou.

O prefeito ainda lembrou que esta não é a primeira vez que Siqueira Campos amplia a sede do governo para outras cidades do Tocantins. De acordo com ele, em outras gestões, o governador já havia criado órgãos da administração estadual no interior do Estado. “Não é a primeira vez que o governador faz isso. Em gestões passadas, ele já criou sub-secretarias e sub-governadorias fora de Palmas”, ressaltou.

Representatividade de Gurupi

Sobre a indicação da cidade como sede da Região Metropolitana do Sul do Estado, o prefeito de Gurupi frisou que não há nada contra os demais municípios da região. Ao todo, serão 18 cidades abrangidas na RM de Gurupi.

Abdalla destacou que a escolha se deu com base em densidade demográfica e desenvolvimento sócio-econômico. “Gurupi é o pólo central da região Sul. Não que seja a melhor cidade, mas é a que vem se destacando. Nada mais justo que implantar essa Região em Gurupi”, completou.

Indicação de Goyaciara

Sobre a indicação de Goyaciara Cruz para assumir a RM de Gurupi, o prefeito lembrou que além de viúva de um dos grandes políticos da cidade, o ex-prefeito João Cruz, a nova secretária foi candidata a deputada federal pela chapa de Siqueira Campos e conseguiu frear, segundo ele, o crescimento dos adversários na cidade. “Esfriamos os outros candidatos a federal com a candidatura dela”, destacou.

O prefeito ainda disse que Goyaciara cumpriu o objetivo de sua primeira candidatura política. Segundo Abdalla, “não basta fortalecer os aliados, tem também que enfraquecer os adversários”, completou.