Estado

Depois do acidente aéreo que matou o neto do governador Siqueira Campos (PSDB), Gabriel Marques Siqueira Campos de 12 anos, a assessoria do governador informou que uma equipe de pessoas ligadas à família do governador partiu para a cidade de Senador Canedo (GO), para acompanhar de perto as investigações sobre a causa do acidente e a liberação dos corpos das vítimas.

De acordo com a assessoria do governador Siqueira Campos, partiram nesta manhã de sábado, 15, algumas pessoas da família, um amigo e um advogado. Os nomes, no entanto, não foram divulgados.

Ainda não existe um posicionamento oficial sobre a causa do acidente que aconteceu por volta das 18h30 de ontem, sexta-feira e matou 5 pessoas além do neto de Siqueira. Enquanto a Infraero, ou a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) não se pronunciam, as informações preliminares dão como causa do acidente o mau tempo no momento.

Segundo informações, todos na família do governador estão muito abalados com a tragédia que vitimou o menino Gabriel, que foi um dos destaques na última campanha eleitoral ao fazer campanha para pedir votos para o avô candidato. A assessoria de Siqueira Campos informou que a família se pronunciará assim que tiver condições.

Gabriel Marques Siqueira Campos era filho do ex-senador e atual secretário estadual de Planejamento e Modernização do Tocantins, Eduardo Siqueira Campos. Ainda de acordo com informações da assessoria de imprensa do governador, tanto Eduardo, quanto sua esposa e mãe de Gabriel, Poliana Marques, passaram a madrugada na casa de Siqueira Campos.