Estado

Foto: Divulgação Alexandre Ubaldo, secretário de Infra-estrutura é o responsável para apurar as irregularidades Alexandre Ubaldo, secretário de Infra-estrutura é o responsável para apurar as irregularidades
  • Programa foi implantado na gestão do ex-governador Carlos Gaguim

O Diário Oficial desta segunda-feira, 24, o governador Siqueira Campos (PSDB) alegando irregularidades encontradas no contrato, suspendeu a implantação do Programa Nacional de Iluminação Pública Eficiente – Reluz feita em conjunto com a Companhia de Energia Elétrica do Tocantins - Celtins.

O programa, que era executado também em parceria com o governo federal, consiste em trocar lâmpadas convencionais por mais econômicas. O investimento anunciado pelo governo anterior foi de R$ 82 milhões e a economia para os municípios seria de 30%, segundo o divulgado.

O contrato foi feito no dia 30 de junho de 2010 pelo ex-governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB) e o município de Palmeirópolis, no Sul do Estado, foi o primeiro a receber a troca de lâmpadas. No município foram instaladas 950 lâmpadas.

O governo argumenta ainda que “as mencionadas anomalias, por sua extrema gravidade, aconselham a suspensão imediata do contrato e a instauração de procedimento sumário destinado a reavaliar os atos da contratação e, se for o caso, extinguir a avença”, conforme consta no Diário.

Alexandre Ubaldo, secretário de Infra-estrutura será o responsável para apurar as irregularidades no contrato. Foi aberta uma sindicância para isso.