Estado

Foto: Divulgação

O pleno do Tribunal de Justiça do Estado decidirá nesta quinta-feira, 3, os substitutos dos desembargadores Willamara Leila, Carlos Sousa e Liberato Póvoa que estão afastados conforme determinação do Superior Tribunal de Justiça sob suspeita de venda de sentenças.

A sessão acontecerá às 14 horas e os nomes seguem critério de antiguidade e carreira. Estão disputando as vagas, Eurípedes do Carmo Lamounier, Gil de Araújo Corrêa, Márcio Barcelos Costa, Gilson Coelho Valadares,
 Adelina Maria Gurak, Sarita Von Roeder Michels, Maysa Vendramini Rosal, João Rigo Guimarães e Adolfo Amaro Mendes.

A idade é o último critério para desempate. A corte analisará primeiro o tempo de serviço como magistrado, depois o tempo de serviço público prestado pelo Estado. Pode ser analisado ainda como quarto critério o tempo de serviço público do magistrado em geral.

Operação Maet

Os desembargadores afastados, além dos assessores também alvo da investigação, Manoel Pedro de Andrade e Dagoberto Pinheiro Andrade Filho estão proibidos de entrar no Tribunal e em qualquer outra dependência do judiciário.

A operação Maet foi realizada pela Polícia Federal e ainda Ministério Público Federal.