Economia

Foto: Emerson Elias

O Projeto Norte Competitivo, estudo realizado por uma consultoria especializada que propõe soluções logísticas para a integração e melhoria do escoamento da produção dos 9 estados da Amazônia Legal, foi apresentado na tarde desta terça, 15, aos conselheiros do Sistema Fieto, na sede da Federação em Palmas.

O presidente da Fieto - Federação das Indústrias do Estado do Tocantins - empresário Roberto Magno Martins Pires, participou da apresentação feita pelo diretor – proprietário da empresa contratada, a Macrologística, Olivier Girard. Girard expôs a metodologia e os benefícios do projeto que estudou 42 eixos de integração de transportes (ferrovias, hidrovias, portos e rodovias) diferentes, correspondentes a 152 projetos. Destes, foram priorizados 9 eixos de integração.

Entre esses 9 eixos, 2 passam aqui no Tocantins. “O primeiro são melhorias na rodovia Manaus – Belém/Brasília, um eixo parte fluvial parte rodoviário que precisa de algumas melhorias que trariam benefícios pra toda região. O segundo eixo de integração foi o da hidrovia do Tocantins e BR 242, ou seja, o mesmo eixo de integração que traria a carga do Mato Grosso através dessa rodovia até Peixe e subiria por toda a hidrovia do Tocantins, chegando até o Porto de Vila do Conde (Pará)”, explicou Girard.

Até o mês de março está prevista uma segunda apresentação do Norte Competitivo no Tocantins a fim de envolver o governador e demais autoridades estaduais quanto à importância de contemplar as obras do projeto como ações prioritárias nos planos de governo. Roberto Pires destacou a participação da Fieto como mobilizadora destes parceiros na análise e execução deste projeto.

O estudo foi encomendado pela Confederação Nacional da Indústria será apresentado à presidente Dilma Rousseff na segunda quinzena de março, data a partir da qual será divulgado o estudo como um todo e o detalhamento das soluções logísticas propostas.

Fonte: Assessoria de Imprensa Fieto