Estado

Foto: Divulgação

O Bloco Tropalôka comunicou oficialmente nesta segunda-feira, 15, que sem a programação oficial de Carnaval por parte da Prefeitura de Palmas vai retornar para Gurupi onde há 19 anos participa do carnaval.

Um dos três diretores do bloco, Breno Lopes falou ao Conexão Tocantins sobre a decisão de retornar para a capital da amizade e salientou que essa foi a melhor alternativa diante da surpresa de não realização do carnaval na capital. “Sem programação oficial o bloco não teria condições de fazer carnaval com qualidade que sempre fizemos”, salientou.

“O bloco lamentou muito a decisão, entendeu as razões da prefeitura e procurou alternativa”, pontuou Lopes.

O Bloco foi comunicado da decisão no mesmo dia em que a prefeitura fez a coletiva oficializando a decisão. Depois disso ele conta que o Bloco procurou a prefeitura. “Ela (a prefeitura) explicou os motivos, disse que não poderia em razão do momento financeiro e nós também não vamos colocá-la como vilã”, salientou.

O bloco já tinha vendido 800 abadás para o Carnaval de Palmas no preço de R$ 380 masculino e R$ 260 feminino. Ano passado ao todo foram 2.400 integrantes no Bloco, segundo informou o diretor.

Lopes salientou ainda que maioria dos que já compraram vão para Gurupi. O dinheiro será ressarcido para os que pedirem devolução à direção do bloco.

Sucesso em Gurupi

O diretor salientou que a expectativa é de mais um ano de sucesso em Gurupi memso depois do Bloco ter sofrido críticas por causa da vinda para Palmas ano passado. “A aceitação está sendo 100%. A cidade de Gurupi respira carnaval e o Tropaloka é tradicional há 19 anos”, frisou.