Palmas

Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira, 24, às 9h, mais 300 famílias de Palmas serão beneficiadas com o direito à moradia. Ocasião que será entregue o Residencial Morada do Vale, localizado no setor Morada do Sol II. O Empreendimento é o primeiro do Programa Minha Casa Minha Vida no Tocantins a beneficiar famílias com renda de até R$ 1.395,00, e é resultado de uma parceria entre a Caixa Econômica Federal, a construtora M&V e a Prefeitura de Palmas, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), a qual foi responsável pela seleção dos beneficiários.

Após a solenidade de inauguração do Residencial, as famílias receberão senhas para a assinatura do contrato e recebimento das chaves que acontecerá no local até às 18h. “É muito gratificante concretizar junto à Caixa o primeiro empreendimento do Minha Casa Minha Vida, nesta modalidade em todo o Tocantins, e ver a satisfação de tantas famílias que anseiam por um lar”, salientou a secretária de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Kenniane Nogueira.

De acordo com informações da Caixa Econômica Federal, as casas populares possuem 35m², no valor de R$ 38 mil cada, um investimento de R$ 11,4 milhões, sendo que em razão do Minha Casa Minha Vida possuir incentivos do Governo Federal. As famílias irão pagar mensalmente apenas 10% de sua renda mensal, por um período de 10 anos, e quem tem renda menor que um salário mínimo pagará R$ 50 mensais, no mesmo período.

Cadastro

Para ser contemplado pelo Programa é preciso ser cadastrado junto ao Cadastro Habitacional da Seduh que também insere as famílias no CadÚnico, o cadastro nacional de habitação. O cadastro é realizado na sede da Seduh, na avenida NS-01, esquina com a LO- 03, no horário das 12h às 18h. Não há limite de renda para se cadastrar, no entanto, a Prefeitura atende preferencialmente pessoas que possuem renda de até três salários mínimos.

Os critérios para seleção do Minha Casa Minha Vida são: morar em Palmas há pelo menos três anos e ter faixa de renda dentro das diretrizes do Programa, sendo que terão prioridade as famílias que tiverem dependentes, pessoas portadoras de deficiência e idosos. Além desses critérios, o Programa analisará também o tipo de moradia do beneficiário, se é alugada, cedida, construída em área de risco ou em área verde há mais de cinco anos.

Para se cadastrar no Programa, além de apresentar documentos pessoais, é necessário não ser detentor de financiamento pelo Sistema Financiamento da Habitação/SFH, ou ter sido contemplado anteriormente por programas de habitação do Governo Federal, possuir renda de até Rnt.395,00 reais, não possuir casa e informar se possui lote.

Fonte: Ascop