Polí­tica

Foto: Inez Freitas

Diante das trocas de farpas entre o governador Siqueira Campos (PSDB) e os deputados de oposição o secretário de Planejamento e Modernização Pública, Eduardo Siqueira Campos, afirmou ao Conexão Tocantins que o foco no momento é outro. “Isso é só uma briga política pelo comando da Assembleia (Legislativa) e o foco é a questão orçamentária”, disse o secretário.

Sobre as declarações de seu pai se referindo aos deputados e deixando a entender possível tentativa de alguns parlamentares ganharem vantagem, Eduardo negou que a intenção tenha sido de denegrir a imagem de algum deputado. “A fala do governador não foi para um deputado em específico. O inconformismo do governador está materializado na forma como o orçamento foi conduzido na última gestão”, defendeu.

Eduardo salientou que não é culpa dos deputados toda essa situação de engessamento do orçamento. “A raiz de tudo está no governo passado, na forma como o orçamento foi conduzido”, disse.

Queda de braço

O grupo da oposição já afirmou que vai protocolar uma ação judicial contra as declarações do governador acusando sem citar nomes os deputados de tentar ganhar vantagem com a votação do orçamento. “Qualquer ação será recebida e obviamente vamos apresentar o que for necessário”, disse, evitando detalhar sobre troca de farpas.

Falta de conhecimento

Para Eduardo a postura firme de alguns deputados de oposição, principalmente com relação à proposta de redução de repasse para a Assembleia Legislativa, se deve ao fato de que muitos ainda não conhecem a realidade deixada na Casa de Leis.

“Muitos deles não poderiam estar no papel de defender o indenfensável, eu estive com os deputados de oposição e tenho convicção de que a luta que muitos travam ali é uma luta ideológica. Muitas vezes estão defendendo o que não conhecem”, salientou se referindo às contas da gestão anterior na Assembleia que são alvo de auditoria pelo TCE.

A previsão de votação do orçamento é para depois do carnaval. O presidente Raimundo Moreira (PSDB) tirou licença de 10 dias.