Estado

Foto: Divulgação

O governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual da Habitação (Sehab) - está realizando nesta semana um ciclo de reuniões com 368 beneficiários do Programa Pró-Moradia, em Palmas. O objetivo é apresentar as etapas do projeto de trabalho técnico social que está sendo realizado durante a construção das unidades habitacionais. As reuniões ocorrem nos dias 1, 2 e 3 de março, nos períodos matutino e vespertino, no auditório da secretaria.

Os beneficiários do Pró-Moradia foram divididos em cinco grupos e seus líderes irão acompanhar o andamento das obras por meio da Comissão de Acompanhamento de Obras (CAO).

Para garantir a satisfação do morador, os técnicos da Sehab também farão o trabalho de pós-ocupação, fazendo o acompanhamento das famílias. Além das moradias, o projeto social prevê cursos profissionalizantes para ajudar no orçamento da casa.

Ana Rita Batista, esposa de um dos beneficiários, disse que a reunião foi proveitosa: “A espera está sendo válida. Eu aprovo o projeto do empreendimento”. Ainda segundo Ana Rita, a nova gestão está agilizando os trabalhos: “Fiquei muito feliz quando me ligaram informando sobre a reunião, sinal que as obras serão iniciadas em breve”.

De acordo com a coordenadora de Projetos Sociais, Ângela Medeiros, o governo do Estado prima não só pela integração física, mas também pela qualidade de vida da população. “A obra e o social devem caminhar juntos para se alcançar a moradia”, destaca. Ela ressalta também que a participação dos beneficiários é importante para a aprovação do projeto e liberação dos recursos pela Caixa Econômica Federal.

O empreendimento

Serão construídos 368 apartamentos divididos em 23 blocos de 4 andares na região Norte de Palmas, ALC-NO 43, em frente a Praia das Arnos. De acordo com o projeto, são 24 meses de obras e 36 meses de acompanhamento social.

Conforme as regras do Pró-Moradia, durante dez anos o beneficiário não pode vender, alugar ou ceder o apartamento para outra pessoa.

Fonte: Assessoria de Imprensa SEHAB