Polí­cia

O Comando Geral da Polícia Militar do Estado Tocantins realizou nesta quarta-feira, dia 2, a entrega de armas e equipamentos a pelo menos 15 comandantes de Unidades Operacionais da capital e do interior. Na ocasião, o comandante geral, coronel Marielton Francisco dos Santos, fez homenagens aos policiais que participaram da operação que durou 14 dias e desmantelou uma quadrilha que assaltou o Banco do Brasil na cidade de Formosa do Rio Preto-BA. Ambos os eventos aconteceram no auditório do QCG – Quartel do Comando Geral.

Os armamentos e equipamentos, adquiridos através de convênio firmado entre a Polícia Militar e Senasp, foram repassados às unidades do 2º, 3º, 4º, 5º, 6º, 7º e 8º Batalhões, 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª e 6ª Companhias Independentes, CIOE – Companhia Independente de Operações Especiais, Cipama – Companhia Independente de Polícia Militar Ambiental, Academia da Polícia Militar e QCG.

Ao todo foram entregues armas taiser, carabinas e pistolas ponto 40, espingardas calibre 12, munições de diversos calibres, coletes à prova de bala, rádios HT, decibelímetros e bafômetros.

Segundo o comandante geral, coronel Marielton, o cronograma de entrega desses armamentos foi alterado por causa do Carnaval, para que a PM possa oferecer melhores condições de trabalho aos policiais e proporcionar melhor segurança à comunidade. Ele ainda recomendou à Deip – Diretoria de Ensino da PM, para planejar treinamentos para os policiais nas diversas atividades, já que a meta do Comando é fortalecer o policiamento ostensivo.

Homenagem

Ainda na manhã desta quarta-feira, no auditório do QCG, policiais militares do 1º, 5º e 6º BPMs, do QCG, CIPMs, da CIOE e do GOTE - Grupo de Operações Táticas Especiais, da Polícia Civil, assistiram a um videodocumentário sobre a recente operação que dissolveu a quadrilha que entrou no Tocantins pela região do Jalapão, no último dia 07 de fevereiro, após assaltar uma agência do Banco do Brasil em Formosa do Rio Preto (BA).

O vídeo, de 12 minutos, traz detalhes do sucesso da operação que durou 14 dias, envolveu as polícias do Tocantins, Piauí e Bahia, depoimentos dos comandantes envolvidos e o saldo que resultou na morte de quatro bandidos, prisão de outros três e apreensão do material que estava em poder do bando: veículo Hillux verde placa de Camaçari (BA), mais de R$ 230 mil, armas, drogas, documentos, objetos pessoais, entre outros.

Na ocasião, o Comandante-Geral da Polícia Militar do Tocantins, Coronel Marielton Francisco dos Santos, elogiou os “valorosos policiais militares e civis que numa jornada árdua conseguiram 100% de sucesso, apesar das dificuldades da localização, muitas vezes sem apoio logístico necessário. Parabenizo a todos pela demonstraçãodo alto grau de profissionalismo”, disse.

O Cel. Marielton ainda citou o sucesso de recente operação em Araguaina envolvendo um assalto a uma agência do Banco Itaú naquela cidade, e dos elogios recebidos pela Superintendência do Itaú-Unibanco pelo trabalho da PM do Tocantins para solução do caso, bem como o recente assassinato do coordenador do Centro de Direitos Humanos de Cristalândia, Sebastião da Silva Bezerra, 40 anos, encontrado na madrugada desta segunda-feira, 28, semi-enterrado, em Dueré, a 40 km de Gurupi, que se encontra em processo conclusivo.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Polícia Militar