Campo

Foto: Sherlyton Ribeiro

Em reunião com presidentes de 12 sindicatos rurais do Tocantins, o diretor executivo da Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário (Seagro), Ruiter Pádua, reforçou o compromisso de buscar parcerias e mecanismos para auxiliar na promoção de feiras agropecuárias e rodeios no Estado. O encontro aconteceu na noite dessa quarta-feira, 17, no auditório da secretaria. Os representantes dos sindicatos rurais foram até à Seagro para obter informações sobre o apoio do governo para os eventos.

Em sua explanação, Ruiter Pádua ratificou o que havia dito durante recente tratativa com empresários do setor. “Nós não temos condições de custear as festas em seu todo. Mas, enquanto governo, comprometidos com iniciativas positivas e que trazem retorno para o Estado, nos comprometeremos em fazer o possível para ajudar, apoiar e buscar parcerias”, disse.

Aos sindicatos, Pádua lembrou que no momento, pelo fato de o orçamento estadual não ter sido aprovado na Assembleia Legislativa, a Seagro não pode manter nenhuma negociação com a categoria. No entanto, deixou claro que, paralelamente às negociações para aprovação da lei orçamentária, a pasta está discutindo formas de resolver o problema. Um estudo está sendo realizado sobre valores e condições de estrutura dos eventos. Ao todo, há 45 exposições agropecuárias e rodeios previstos para este ano no Tocantins, com início do calendário previsto para o mês de abril.

Nesta quinta-feira, 17, por exemplo, há uma audiência de representantes da secretaria no Tribunal de Contas do Estado (TCE). “Vamos ao TCE para obter informações e orientações sobre a melhor maneira de lidar com os trâmites burocráticos como a forma de pagamento da nossa contribuição mantendo a lisura”, comentou Ruiter Pádua. Além de contrapartida do governo para a realização, os sindicatos solicitaram apoio do governo na divulgação dos eventos. “Vamos trabalhar para tentar atendê-los”, disse o diretor executivo da secretaria.

Satisfeitos

O diretor da Faet – Federação da Agricultura e Pecuária do Tocantins, Adriano Rabelo, disse ter ficado satisfeito com as informações repassadas por Ruiter Pádua. “O Ruiter é um conhecedor da causa, um parceiro dos sindicatos e um grande colaborador. Ele mostrou que, apesar das limitações ainda impostas ao governo, a secretaria se articula para buscar uma solução”, disse.

Para Rabelo, que é presidente do Sindicato Rural de Colinas do Tocantins, o apoio do Estado é indispensável à categoria na realização de feiras agropecuárias e rodeios. “Essas festas movimentam a economia das localidades. E o governo precisa apoiar essas iniciativas.” Segundo ele, cada evento do tipo gera de 150 a 500 empregos diretos no Tocantins. “Além disso, deve-se ressaltar o aquecimento que provoca na economia, no mercado varejista”, concluiu. Rabelo informou que os representantes dos sindicatos continuarão acompanhando as negociações e esperam, em breve, ser chamados para finalizar negociações e formalizar o apoio do governo do Estado.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Seagro