Estado

Na sessão desta quinta-feira, 24, a deputada do PMDB, Josi Nunes foi na tribuna onde cobrou do governo uma das promessas de campanha com relação à queda no preço da energia elétrica.

“Já se passaram três meses e não vimos ainda nem o preço da energia e nem o dos combustíveis”, salientou. “Este governo estava enrolando o povo nas eleições”, disse.

Josi diz que o problema da energia não é da Celtins e relatou que tentou por várias vezes encontrar uma maneira de resolver o impasse junto à Agência Nacional de energia. “Existe uma regra matemática para calcular o valor total de energia elétrica. Essa regra só pode ser mudada pelo Congresso nacional”, disse.

A deputada salientou que encaminhou um pedido ao Congresso para mudar a regra da cobrança da energia elétrica e ainda não há resposta para o assunto. “Não existe mágica, não existe outra fórmula”, salientou. Josi pediu a redução da alíquota de 25% do ICMS na taxa de energia.

Combustível

O deputado Wanderlei Barbosa (PSB) por sua vez está fazendo um estudo avançado sobre a questão dos combustíveis na capital. O deputado pretende levantar os preços de acordo com as redes.

José Bonifácio (PR) foi o primeiro a levantar em plenário a questão dos combustíveis. Ele frisou que se uma rede de combustível baixou é porque comprova que havia cartel na capital.

Outros deputados comentaram sobre a questão dos combustíveis questionando a diferença dos preços e o acordo feito com apenas uma rede.

Os parlamentares não discutiram nada sobre o orçamento em plenário.