Campo

Foto: Divulgação

Uma parceria entre a Embrapa Pesca e Aquicultura e a Unitins – Fundação Universidade do Tocantins, por meio do Nemet/RH – Núcleo de Meteorologia e Recursos Hídricos, permitiu a instalação de uma Estação Agrometeorológica no município de Lajeado, a 60 km da Capital. Os equipamentos, no valor de R mil, foram instalados no dia 21 de março, em uma área onde a Embrapa faz experimentos com maracujazeiros. É a primeira estação instalada na Serra do Lajeado.

Os instrumentos possibilitarão a coleta de relevantes informações, tais como as médias horárias das temperaturas do solo e do ar, umidade relativa do ar, velocidade e direção do vento, volume de chuva e radiação global. O coordenador do Nemet/RH, meteorologista José Luis Cabral, destaca outra importante aplicação da estação, que é o estudo do microclima da Serra do Lajeado.

“A importância dessa estação em uma região de microclima vai ajudar a entender também o mecanismo produtor de chuva, como se comporta a chuva nessa grande região do lago, como se comporta a meteorologia de montanha. São elementos que vão ajudar compor um banco de dados muito maior e vai nos permitir entender outras variações meteorológicas dessa região”, destacou Cabral.

O pesquisador esclarece, ainda, que, por se tratar de uma região de vale e montanha, às vezes é muito problemático saber como funcionam esses mecanismos. “A massa tem deslocamento diferenciado, principalmente em regiões como a nossa. Conforme a época do ano, essas massas influenciam de maneira diferente os mecanismos de chuva. E essa estação vai nos permitir um estudo mais aprofundado”, finalizou.

Os dados serão coletados quinzenalmente pelas equipes da Embrapa e da Unitins através de um computador portátil, e com essa estação os pesquisadores terão informações mais apuradas para avaliar as condições e aplicações, e quais cultivares podem oferecer melhores resultados.

Fonte: Assessoria de Imprensa Unitins