Estado

Foto: Divulgação

“A caneta que assina o contrato de uma nova atividade deve ser adquirida com responsabilidade, pois se trata de dinheiro público e para isso é preciso planejar”. Essa foi a mensagem principal repassada pela instrutora do II Fórum de Controle do Tribunal de Contas do Tocantins, Dilce Stakoviak, na manhã desta segunda-feira, dia 28, durante a oficina “Planejamento nas aquisições de bens e serviços públicos”.

Destinada aos servidores atuantes nas áreas de compra, comissão de licitação, jurídico e controle interno dos órgãos estaduais, a temática desta capacitação será trabalhada até o dia 30 de março. O Fórum de Controle do Tribunal de Contas, realizado no auditório do TCE, vai até 1º de abril.

O servidor Marcos Rodrigues de Sousa, do setor de almoxarifado da Procuradoria Geral do Estado, levou uma importante lição relacionada ao seu trabalho: “Foi interessante, porque aprendi que posso especificar exatamente como é o produto que preciso adquirir, pensando na qualidade”. Além disso, aprendeu também um aprendizado para toda a vida: “Com essa oficina, percebi que todos os setores devem estar interligados, porque um depende do outro”.

Dayse dos Santos Maciel, supervisora do controle interno da Controladoria Geral do Estado, destacou que o II Fórum “vai contribuir muito porque esses ensinamentos aperfeiçoam o nosso trabalho, dando uma diretriz das funções e da responsabilidade que temos com o patrimônio do Estado”.

Para a prática, os participantes conheceram os passos essenciais no processo de compras, desde a elaboração do memorando até a autorização para realizar o procedimento licitatório. “Nunca é demais que todas as etapas do processo de compras sejam cumpridas. Não é para burocratizar a atividade, mas dar transparência”, frisou Dilce.

A busca por conhecimento também foi bem enfatizada pela diretora. “Quanto mais se sabe da lei de licitações, melhor a gente compra”, finalizou a diretora.

Fonte: Assessoria de Imprensa/TCE