Palmas

Foto: Antônio Gonçalves

A Prefeitura de Palmas, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Ciência e Emprego (Sedet), em continuidade às ações de revitalização das praias da capital, informou que está realizando duas importantes ações para melhorar o atendimento e aumentar o tempo de permanência e visitação dos turistas e da população local às praias de Palmas.

As medidas representam a segunda etapa do processo de melhoria e revitalização das praias, iniciado em dezembro de 2010, com a reposição da areia e manutenção dos banheiros públicos. Para esta segunda etapa, está prevista a realização de trabalho educativo com os frequentadores, os proprietários de quiosques e ambulantes das praias, incluindo orientação através de distribuição de panfletos educativos e de sacolas para o recolhimento de lixo, além da reposição das lixeiras disponíveis ao público.

Outra medida que será colocada em prática é a instalação de postos de atendimento com vigilância preventiva e educativa. “Nossa intenção é mostrar, tanto aos frequentadores quanto para os comerciantes que atuam nas praias a melhor forma de utilizar o ambiente e, claro, evitar quaisquer tipos de incidentes”, explica o secretário José Arcanjo.

Ainda segundo o secretário, as medidas já estão em andamento e as três praias oficiais de Palmas – Arnos, Graciosa e do Prata – estarão prontas para receber os turistas ao final da temporada de chuva. “Estamos preparando todas as melhorias para que, ao final do período chuvoso, nossas praias estejam preparadas para receber os banhistas com toda a segurança”, finaliza José Arcanjo.

Como terceira etapa do processo de revitalização das praias será realizada a reposição das telas de proteção nas três praias, totalizando um investimento de cerca de R$ 500 mil reais.

Com todas as melhorias que estão sendo implantadas, o secretário também faz um apelo à população. “A Prefeitura está fazendo sua parte para garantir o conforto e a segurança dos freqüentadores das praias. Mas é preciso haver uma conscientização por parte da sociedade, com a boa utilização e preservação dos ambientes públicos, para que todos possam usufruir dessas melhorias”, afirma o secretário, numa referência aos altos índices de vandalismo nos equipamentos públicos.

Fonte: Ascop