Polí­cia

Dois homens, sendo um deles policial militar, foram presos ontem, domingo 27, em Palmas (TO) sob suspeita de terem torturado um jovem de 16 anos. Um dos detidos confessou o crime, mas disse que foi obrigado pelo outro suspeito, que é PM e estaria armado.

Segundo informações da Secretaria Estadual de Segurança Pública, o crime aconteceu na manhã de domingo em um matagal no Setor Santa Fé. O adolescente passava pela rua quando foi abordado pelo PM Jailson Rogério Ribeiro Nogueira e por Jakson Batista Aguiar.

A polícia ainda não sabe as razões que levaram a abordagem do garoto. No local, o rapaz foi enforcado, afogado em um buraco com água, espancado por horas, recebendo ainda, um disparo de arma de fogo próximo ao rosto. O adolescente tem ainda lesões no dedo e na orelha, provocado por um alicate.

A SSP informou que foram encontradas no carro do PM as roupas da vítima e com Nogueira, o alicate ainda sujo de sangue. Ainda de acordo com a pasta, o adolescente reconheceu os dois suspeitos. Os dois foram autuados pelo crime de tortura e podem ser condenados a até 10 anos de prisão.

Outro caso

No Amazonas foi divulgado na semana passada um vídeo com imagens de policiais atirando à queima-roupa contra um adolescente 14 anos. A ação contra o adolescente aconteceu em 17 de agosto de 2010, no bairro Amazonino Mendes, na zona norte de Manaus.

De bermuda, o garoto aparece sendo agredido e ameaçado pelos policiais. Após o primeiro disparo, o menino tentou escapar, mas outro policial atirou novamente nele. Um terceiro tiro é disparado contra o garoto por um outro policial. Os policiais forçam o garoto a andar até o carro da polícia.

O garoto sobreviveu aos tiros. Segundo a TV A Crítica, ele foi atingido no peito e na barriga. Ele e a família deixaram o bairro onde moravam depois do episódio.

Fonte: Folha de São Paulo