Polí­tica

Os deputados estaduais ainda não começaram a discutir o orçamento nas comissões conforme o previsto para o início da tarde desta quarta-feira, 30 de março.

O impasse está em torno do repasse para a Assembleia Legislativa previsto em R$ 130 milhões pelo governo. A oposição, encabeçada pelo deputado Sargento Aragão (PPS) quer diminuir esse valor para R$ 120 milhões.

No entanto o relator Amélio Cayres (PR) tenta buscar o apoio da maioria para rejeitar tal proposta. Outro que é contra é o presidente da Casa, Raimundo Moreira (PSDB).

Aragão salientou ao Conexão Tocantins que deputados governistas como Marcelo Lelis (PV) e inclusive o líder do governo Freire Júnior (PSDB) estariam de acordo coma redução. “Falaram tanto que a oposição queria aumentar que agora vamos ver quem apoia para diminuir”, disse.

O deputado salientou ainda que a intenção é transferir tais valores para a Saúde e o Fundo Anti-Drogas.

A expectativa é que as discussões do orçamento se estendam até à noite.