Saúde

Foto: André Camargo

O secretário de Saúde do Tocantins, Arnaldo Nunes e o secretário extraordinário de Gestão Hospitalar, Raimundo Boi estiveram no final da tarde de ontem, terça-feira, 29, em Brasília, em defesa da inclusão do Tocantins na Rede Nacional de Atenção a Saúde. Acompanharam a audiência com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, os senadores Vicentinho Alves (PR) e o João Ribeiro (PR).

A expectativa, segundo o secretário Arnaldo Antunes é que mais de 58 municípios do Tocantins, Pará e Maranhão sejam envolvidos numa “verdadeira operação de guerra em favor da saúde” da região. Apenas no Tocantins, mais de 400 mil pessoas serão beneficiadas. Com a implantação da Rede, recursos federais e internacionais deverão reforçar os investimentos nos hospitais da região, melhorando a qualidade do atendimento aos pacientes da região.

Os secretários deixaram o Ministério da Saúde, após outras duas reuniões técnicas, otimistas com a confirmação de que a inclusão do Tocantins na Rede é fundamental para a operacionalização dos 15 pontos da Rede em todo o território nacional. “Sem a participação de Araguaína e Augustinópolis, dificilmente a Rede que deve atender 27 estados da federação se tornará viável”, concluiu o secretário Arnaldo Nunes.

João Ribeiro

O senador João Ribeiro aproveitou a audiência com Alexandre Padilha para chamar a atenção do ministro para a situação de dificuldade que vive o sistema de saúde do Estado. “Desde o governo do ex-governador, e hoje responsável pela Gestão Hospitalar do Tocantins, Raimundo Boi, é que ressentimos de uma ação efetiva do governo federal na área da saúde tocantinense”, ressaltou o senador ao apresentar o secretário Raimundo Boi ao ministro.

Alexandre Padilha que sempre esteve próximo do senador João Ribeiro, especialmente à época em que foi ministro das Relações Institucionais do governo Lula, prometeu analisar com atenção projetos direcionados às áreas de: Assistência Materno Infantil, Urgência/Emergência, Atenção Básica à Saúde e Assistência Oncológica. “O Tocantins pode contar comigo”, disse o ministro.

Rede de Atenção à Saúde

A Rede de Atenção à Saúde é um programa do governo federal, com parte dos recursos provenientes do Banco Mundial, em fase de implantação para atender pacientes de todo o país segundo especialidades localizadas em pontos chaves do território brasileiro. No Tocantins, centro do País, está previsto um ponto em Araguaína, para atender a região norte do Tocantins, sul do Pará e sudoeste do Maranhão.

Fonte: Assessoria de Imprensa João Ribeiro