Polí­tica

Depois de um dia inteiro de discussões internas os deputados começaram a analisar o orçamento estadual na comissão de Finanças e Tributação após as 18 horas.

O líder do governo Freire Júnior (PSDB) pediu que o relatório não fosse lido em plenário e os membros concordaram em dispensar a leitura do relatório na comissão.A argumentação é que os deputados já leram o parecer.O parlamentar apontou ainda alguns erros de digitações no parecer de Amélio.

Solange Duailibe (PT) e Wanderlei Barbosa (PSB) são os únicos membros da comissão da bancada de oposição.

Barbosa pediu vista no orçamento em conjunto com o deputado José Gerado (PTB). O prazo é de até 24 horas.

Wanderlei argumentou portanto que entregará antes do prazo.

O total do orçamento conforme o relatório será de R$ 6.443.616.058,00 no entanto não houve acordo com relação ao valor repassado à Assembleia. Oposição e governistas vão disputar a maioria.

No relatório consta ainda que o relator propõe duas emendas ao orçamento.Uma pede o cancelamento de R$ 2 mihões da Assembleia Legislativa para o Fundo Anti-Drogas e outra pede a retirada de R$ 5 milhões da secretaria de Planejamento e Gestão para o Fundo Estadual de Saúde.

As demais emendas apresentadas pelos deputados de oposição foram rejeitadas peo relator.

(Matéria atualizada às 19:05)