Estado

Foto: Marcio Vieira

Foi lançado na tarde desta quinta-feira, 14, o Plano de Ações do Projeto Vida no Trânsito, da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). O Projeto, que acontece em cinco capitais do País e no Tocantins terá ações em Palmas, será desenvolvido pelo Governo do Estado por meio do Detran, da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e das Secretarias da Saúde, Educação e Infraestrutura em parceria com a Prefeitura de Palmas.

Durante a solenidade de lançamento do Plano de Ações o diretor geral do Detran, cel. Júlio César Mamede, enfatizou o empenho do Governo na diminuição de acidentes e o apoio ao Projeto. “A determinação do governador Siqueira Campos é para nós não medirmos esforços no sentido de diminuir o número de acidentes e isso só será possível por meio da integração de vários setores da sociedade”, afirmou o diretor.

Mamede também enfatizou a importância das campanhas de educação para o trânsito, que já estão sendo realizadas em escolas públicas e privadas de todo o Estado. “A educação no trânsito é o caminho para minimizar o número de acidentes. O Governo do Estado já iniciou a distribuição de 72 mil cartilhas educativas e estamos preparando campanhas de conscientização”, ressaltou.

O secretário da Saúde, Arnaldo Nunes, destacou que o grande número de acidentes no trânsito acaba sobrecarregando os serviços públicos de saúde. “A Saúde sofre como conseqüência dos altos índices de acidentes. Hoje a maior permanência nas enfermarias acontece na ortopedia, para onde são encaminhados a maior parte dos acidentados”, explicou o secretário. Arnaldo Nunes também sugeriu que os motoristas imprudentes conheçam a realidade vivida dentro dos hospitais. “Os motoristas devem ir aos hospitais para verificar o que a imprudência gera”, frisou o secretário.

O Projeto

Com o lema “Trânsito humanizado, Vida preservada”, o Projeto Vida no Trânsito tem o objetivo de promover ações voltadas a prevenção de acidentes graves e mortes, causadas por acidentes, e também a instituição de uma cultura de paz e segurança viária. As ações visam reduzir em pelo menos 10% ao ano o número de óbitos causados por acidentes de trânsito na Capital.

O Vida no Trânsito é realizado por meio de uma integração de diversos setores que reúnem esforços em torno da causa, entre eles, o Governo do Estado, a Prefeitura de Palmas, os Ministérios da Saúde e das Cidades, Casa Civil, a Polícia Rodoviária Federal, a Organização Mundial de Saúde, a Fundação Bloomberg Philanthropies, a Universidade John Hopkins, o Global Road Safety Partnership, a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros, Detran Samu, Universidade Federal do Tocantins (UFT) e Acipa.

Fonte: Secom