Polí­tica

Foto: Divulgação

O vereador de Palmas, Lúcio Campelo (PR), usou a tribuna da Câmara de Palmas na última terça-feira, 19, para trazer a tona um assunto que tem despertado muita preocupação e pode afetar diretamente a vida de muitos moradores de Palmas. Campelo cobrou que os órgãos ambientais fiscalizem a degradação do Ribeirão Taquaruçu.

O parlamentar foi enfático ao cobrar que o Ministério Público Estadual (MPE), o Naturatins, a Diretoria de Meio Ambiente do Município de Palmas e o IBAMA realizem ações com intuito de fiscalizar, punir e coibir a degradação do córrego. Segundo Campelo, os mananciais do Ribeirão Taquaruçu estão sendo degradados com a ocupação, desmatamento e aterramento das margens de suas nascentes. “Os órgãos ambientais têm que tomar alguma atitude, o que está acontecendo com o Ribeirão Taquarussu é preocupante, estão desmatando, aterrando e causando a assoreamento do córrego”, cobrou o vereador.

Campelo também ressalta que a sub-bacia do Ribeirão Taquaruçu é a responsável por 70% da captação de água da cidade. “O ribeirão está sendo assoreado. Sem o ribeirão onde será feita a captação de água para o município, temos que ficar alerta”, disse.

Ainda segundo o vereador a captação de água do lago da Usina Hidrelétrica de Luiz Eduardo Magalhães (Usina de Lajeado) é mais onerosa, além de se obter de uma água tratada de menor qualidade. “A captação de água no lago é mais difícil devido a sua turbidez, tornando seu tratamento mais caro e uma água de menor qualidade para consumo”, alertou.

Outra preocupação é que o ribeirão e seus afluentes estão inseridos dentro da Área de Proteção Ambiental da Serra do Lajeado (APA Lajeado). “Estão degradando uma APA, não é possível que não se faça alguma coisa para punir estas ações”, ressaltou.

A sub-bacia do Ribeirão Taquaruçu é localizada no Centro sul de Palmas (Plano Diretor e distritos de Taquaralto e Taquaruçu), com uma área total de 46.307,31 hectares, e além de atender à demanda de captação de água possui áreas destinadas à implantação de microparcelameto suburbanos do Cinturão Verde de Palmas.

Por fim, o republicano também cobra a fiscalização de outra irregularidade, o desmatamento das áreas loteadas às margens da Avenida Taquaruçu e da TO-030 que liga Taquaralto e o Distrito de Taquaruçu. “Estão desmatando toda a área que fica entre o ribeirão e a rodovia, é um crime”, finalizou.

Fonte: Assessoria de Imprensa/Lúcio Campelo