Esporte

Foto: Tocantins Imagens

Foi realizada na manhã do último domingo, 1º, a abertura da Copa de Judô Aurélio Miguel, realizada no CEML – Ulbra. Na ocasião, o medalhista de ouro nas olimpíadas de 1988 esteve presente e comentou sobre a inclusão da modalidade olímpica na grade curricular das escolas. “Com a inserção do Judô na grade curricular das escolas, os alunos terminam se aprimorando nos estudos, pois reforçam os conceitos de cidadania, de dedicação. Esta experiência vem dando certo na cidade de São Paulo e, pelo visto, por aqui também tem colhido bons frutos.”, disse.

Na ocasião, ainda estiveram presentes os secretários estaduais da Educação, Danilo de Melo Souza, da Juventude e dos Esportes, Olyntho Neto, o vice-governador do Estado, João Oliveira, e de outras personalidades políticas e esportivas tocantinenses.

Crescimento do Judo

Ainda de acordo com o campeão olímpico, o Judô tocantinense tem crescido na mesma proporção da Capital do Estado, e que parte disto se deve às escolas de tempo integral, que conciliam as atividades esportivas com as educacionais de maneira equilibrada.

“Eu estive em Palmas em 1997, para inaugurar o primeiro dojô (área de treino dos judocas) daqui, neste mesmo local. Daquela época até os dias de hoje, muita coisa mudou para melhor, inclusive com a entrada do Judô no dia-a-dia dos estudantes tocantinenses, inicialmente em Palmas, com o apoio do secretário Danilo, que, agora, vem estendendo esta iniciativa para todas as escolas do Tocantins”, destacou Aurélio Miguel.

De acordo com o Danilo de Melo Souza, que foi homenageado com um troféu pela ativa colaboração prestada ao Judô tocantinense, as secretarias estaduais da Educação (Seduc) e da Juventude e Esporte (Sejuves) têm trabalhado juntas para que esta modalidade esportiva se firme como uma atividade curricular em todo o Estado.

“Incentivar a prática do Judô não é uma ação só da Seduc, mas, também, da Sejuves. Ou seja, isto é uma ação de governo, pois o governador Siqueira Campos e todos nós acreditamos que esta arte-marcial proporciona aos estudantes um contato intenso com conceitos positivos relativos à dedicação, ao respeito e à importância do treinamento, melhorando a concentração deles e, assim, fortalecendo a relação cooperativa entre os alunos e os educadores”, ressaltou o secretário Danilo de Melo.

O atleta do futuro passa por aqui

Para o presidente da Federação Tocantinense de Judô, Georgton Pacheco, o Tocantins está seguindo o mesmo princípio praticado por países do primeiro mundo, que são potências no Judô e o possuem inseridos no contexto escolar. “Nós só temos a agradecer ao governador Siqueira Campos que, a partir da Seduc e da Sejuves, tem apoiado o Judô no Estado em duas diferentes fases: na formação de novos atletas, com a inserção dele na grade curricular das escolas; e no apoio aos judocas competidores, que possibilita a formação e o aprimoramento de atletas de alto-nível competitivo. Em países como a Bélgica e a França, por exemplo, isto já ocorre há algum tempo, e esta iniciativa só traz benefícios, tanto para os alunos quanto para a sociedade de forma geral”, destaca Ton Pacheco.

Segundo Olyntho Neto, o governo acredita muito no potencial dos judocas tocantinenses, o que gera expectativas positivas para que o Estado tenha um representante olímpico em um futuro breve. “O governo do Estado tem prestigiado o esporte em várias instâncias, tanto no fortalecimento das bases, com a implantação dele nas unidades escolares de tempo integral, como na valorização e no apoio àqueles que se tornam potenciais campeões, que pelos próprios Jets (Jogos Estudantis do Tocantins) serão selecionados. Se tudo der certo, e torcemos para isto, vamos formar competidores de alto-nível e que poderão até disputar as Olimpíadas do Rio, em 2016, representando todo o povo tocantinense”, vislumbrou o secretário estadual da Juventude e dos Esportes.

Fonte: Ascom Seduc