Palmas

Com o objetivo de promover a discussão sobre oportunidades de desenvolvimento para Palmas e região, a Universidade Federal do Tocantins (UFT) juntamente com a Associação Comercial e Industrial de Palmas (Acipa) promovem, nesta terça e quarta-feira (10 e 11 de maio de 2011), o Seminário "Engenharia Territorial de Palmas: oportunidades e perspectivas". O evento ocorrerá no auditório da Reitoria, no Bloco IV, no Campus da UFT em Palmas, das 18h30 às 21h30.

Haverá apresentação de perspectivas empresariais de novos negócios e de estudos de professores da UFT sobre o desenvolvimento socioeconômico de Palmas e região. Segundo o reitor da UFT, Alan Barbiero, o evento busca uma maior interação entre o setor empresarial e a academia. "Nosso objetivo é aliar a visão estratégica da dinâmica dos negócios com o conhecimento científico produzido pelas pesquisas da Universidade para potencializar as ações que de fato contribuam para o desenvolvimento socioeconômico de Palmas e região".

O presidente da Acipa, Fabiano do Vale, ressalta que a parceria marca o início de um trabalho de longo prazo. "Nossa pretensão é, através da união da teoria (na academia) com a prática (do empresariado), chegar a ponto comum e apresentar caminhos importantes para o desenvolvimento de todas as áreas, tanto comerciais, industriais quanto na prestação de serviços", pontua. Ainda segundo o presidente da Acipa, para o evento foram convidados empresários de vários segmentos e também profissionais liberais.

Programação

Na abertura do Seminário, nesta terça-feira, Barbiero e Vale apresentarão os objetivos do encontro sob as perspectivas acadêmica e empresarial. Os debates serão desenvolvidos sob os eixos integradores Desenvolvimento econômico e social; Configuração territorial, infraestrutura e gestão fiscal; Turismo e os potenciais de crescimento e desenvolvimento; e Cidade: diagnóstico e perspectivas.

Para a quarta-feira (11) a programação prevê uma reunião participativa sobre Perspectivas e oportunidades e Estruturação dos eixos de oportunidades e integradores. Ainda serão fixados pontos de bancabilidade e sustentabilidade comercial e fiscal das propostas formuladas e indicação das ações integrativas. Uma agenda positiva para diagnóstico e definições estratégicas também será formulada.

Fonte: Assessoria de Imprensa/UFT

Por: Redação

Tags: Alan Barbiero, Fabiano do Vale, UFT