Polí­cia

Foto: Divulgação

Dos presos do regime semi-aberto que saíram temporariamente no dia 19 de abril para indulto da Páscoa e do Dia das Mães seis não retornaram segundo informação oficial da secretaria estadual de Segurança Pública ao Conexão Tocantins.

Os presos deveriam retornar até dia 10 de maio. O Juiz da Vara de Execução Penal, Luiz Zilmar dos Santos Pires expediu ontem, 11, seis mandados de recaptura e já distribuiu para as polícias militar e civil.

Três detentos foram presos em flagrante durante a saída temporária cometendo novos delitos como assaltos. No dia da liberação dos presos, a promotora Cristina Seuser salientou que o principal critério para a saída temporária foi o bom comportamento.

A polícia trabalha com prioridade na captura destes detentos que continuam foragidos.

Albergado

A saída dos presos foi um acordo entre o Ministério Público e a Vara de Execução Penal e teve ainda como propósito aliviar temporariamente a superlotação na Casa de Prisão Provisória de Palmas. A intenção era que os presos retornassem já para a Casa de Albergado.

A secretaria informou que o alojamento do Albergado em Palmas já está apto para receber os presos mas ainda não foi inaugurado em razão da reforma que ainda não terminou.

Já em Gurupi e Araguaina os locais para a instalação da casa de albergue já foram escolhidos e as demais providências estão sendo tomadas mas ainda sem prazo para começar a funcionar, conforme a secretaria.

Nas casas de Albergado os presos farão várias atividades no Hospital de brinquedos e provavelmente na confecção de pães.