Polí­tica

Foto: Humberto Lira

O nome indicado pelo governador Siqueira Campos (PSDB) para o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, que estava sendo analisado pelo Poder Legislativo, foi aprovado por unanimidade no Plenário da Casa, durante sessão extraordinária realizada no final da noite dessa terça-feira, dia 17.

A ex-subsecretária da Indústria e Comércio, Leide Motta Amaral assumirá a vaga deixada pelo ex-conselheiro José Jamil Fernandes que se aposentou recentemente.

Dos 24 deputados componentes da Assembleia Legislativa, 15 compareceram à sessão extraordinária marcada para as 22h30 dessa terça-feira. Na ocasião, a indicação de Leide foi eleita por todos os parlamentares presentes, sendo três de oposição ao governo.

A escolha de Leide Motta se deu depois de muita polêmica gerada por conta de sua indicação por livre escolha do governador Siqueira Campos. A principal alegação da oposição e dos procuradores de conts do Estado, era que esta indicação não caberia ao governo e sim, aos procuradores.

Depois de muitos debates acalourados no plenário e na imprensa, a votação de emergência realizada no apagar das luzes do prazo regimental para análise da matéria confirmou a indicação de Siqueira, que já tinha o parecer favorável do relator, deputado Raimundo Palito (PP).

Outros projetos

Durante a mesma sessão, foram ainda aprovados mais dois projetos. O primeiro dispõe sobre a revisão geral dos vencimentos dos servidores efetivos da Assembléia Legislativa e o segundo concede revisão geral anual aos Servidores dos Quadros Auxiliares de Provimento Efetivo do Ministério Público do Estado. (Da redação com informações da Dicom/AL)