Cultura

A partir do dia 25 de maio das 8h às 21h, o Sesc Palmas irá expor as obras Arte Mater Dei – Arte Cusquenha de Costa Andrade. A exposição acontece até o dia 22 de junho na galeria de artes do Sesc Palmas.

A pintura cusquenha surge como arte eclesiástica e sua finalidade principal foi didática - sobretudo catequética, uma vez que os espanhóis, com o crescente processo de apropriação das riquezas da nova colônia, partem para a conversão das almas pagãs à religião católica.

O termo "cusquenho", no entanto, não se limita a Cuzco, origem destas pinturas coloniais hispano-americanas, que foram produzidas igualmente em outros países andinos, como Bolívia e Equador, entre os séculos XVI a XVIII. A denominação se generalizou mais por ser a cidade de Cuzco, no Peru, a capital e o centro do Império Inca. De qualquer forma, a Escola de Cuzco é considerada como o primeiro centro pictórico organizado no chamado Novo Mundo.

Os cusquenhos ignoram a perspectiva e preferem o vermelho, o amarelo e as cores terrosas. Dão ênfase à beleza física das figuras agigantando os santos para reduzir os seus devotos a pontos minúsculos nas telas. Criam a impressão de volume estatuário dos mantos suntuosos e dão contorno de monumento a cortinas e colunas.

Mesmo sofrendo influência das escolas bizantina, flamenga e renascentista italiana, os cusquenhos peruanos mostram uma liberdade desconhecida dos europeus: cores vivas, imagens distorcidas para dar maior dramaticidade à cena, sobre fundo ilustrado com fauna e flora dos Andes adornado com anjos e arcanjos.

Pintor palmense Costa Andrade passou alguns anos no Peru onde entrou em contato com a forma de criação artística cusquenha e nessa exposição ele apresenta para o público palmense essa arte sacra típica das Américas com todo o seu esplendor e beleza.

Por: Redação

Tags: Arte Mater Dei, Costa Andrade, Sesc