Cultura

“Quando tudo parece perdido, a turma recebe um texto de um primo...” Será em um conto assim, cheio de surpresas e emoções, que o grupo paraense In Bust – Teatro de bonecos dará início à semana cultural do projeto Sesc Amazônia das Artes. O grupo apresentará o espetáculo infantil “Catolé e Caraminguás” logo após abertura oficial do projeto, marcada para às 17 horas, deste sábado, 21, no Teatro do Sesc Palmas.

Durante a abertura do evento, acontecerá ainda apresentação do grupo Bloco Paralelo, criado em fevereiro por aproximadamente 18 pessoas. Entre elas não estão apenas musicistas, mas também advogados, enfermeiras, administradores e outros profissionais que se inscreveram no curso de percussão do Sesc Palmas e, apaixonados pelo som envolvente das batucadas, decidiram criar o grupo.

O projeto Sesc Amazônia das Artes tem como objetivo viabilizar a circulação e o intercâmbio artístico-cultural entre os Departamentos Regionais do Sesc, nos estados que formam a Amazônia Legal e outros, articulando o fomento e a difusão de obras artísticas nas linguagens de Música, Teatro, Dança e Artes Plásticas.

A coordenadora de cultura do Sesc Tocantins Ana Friedlander diz que as atividades culturais devem contribuir para a qualidade do agir e do pensar do público, não se resumindo apenas em ocupar um espaço de tempo com ações comerciais e evasivas. “O estímulo a produção cultural que o Sesc realiza é um componente essencial à qualidade de vida, o Projeto Sesc Amazônia das Artes é pensado como um espaço onde se tem acesso facilitado ao conjunto do patrimônio cultural brasileiro, em sua diversidade de manifestações, como fonte primária de conhecimento e aprendizado”, ressalta.

Confira abaixo a programação completa.

Dia 21/05: Espetáculo de teatro infantil "Catolé e Caraminguás" (PA), do grupo In Bust Teatro com Bonecos

Horário e local: às 18 horas, no Centro de Atividades do SESC Palmas

Classificação: Livre

Duração: 60 minutos

Sinopse: O grupo teatral de bonecos retrata a história de uma família que se vê frustrada diante do insucesso da peça montada por eles. Quando tudo parece perdido, a turma recebe um texto de um primo, que fala sobre o capitão do mato e decide trabalhar neste texto. Logo, o tão sonhado reconhecimento chega cheio de muitas emoções.

Ficha técnica

Direção: Paulo Ricardo Nascimento. Atores-manipuladores: Adriana Cruz, Aníbal Pacha, Charles Wesley, Michel Amorim e Vandileia Foro. Adaptação do original de Martins Pena e Dramaturgia: Adriana Cruz. Criação e confecção de bonecos, criação de figurinos, cenário e material gráfico: Aníbal Pacha. Confecção de figurino: Baba’s Atelier. Pintura de Panadas: Maurício Franco. Produção: Cristina Costa. Trilha Sonora e Produção Musical: Fabrício Cavalcante. Operação de Som: Paulo Ricardo Nascimento. Fotos: Carol Abreu. Assessoria de Imprensa: Luciana Medeiros. Realização: In Bust Teatro com B onecos.

Dia 22/05: Espetáculo Trilhos e Sons, do grupo Quarteto Madeira (RO)

Horário e local: às 20 horas, no Centro de Atividades do SESC Palmas

Classificação: Livre

Duração: 60 minutos

Sinopse

O grupo traz nessa apresentação toda a vivência e história da vida dos compositores rondonienses, inspirada nos encantos e riquezas naturais. O show apresenta temas que transitam pela floresta e águas do Madeira, além de sentimentos como o amor, a amizade e as alternâncias diárias dos relacionamentos humanos.

Ficha Técnica

O Quarteto Madeira é formado pelo flautista Eric Botelho, pelo pianista Guilherme Barros, Mauro Araújo no contrabaixo e Junior Lopes na Bateria. Iniciado em 2008, na cidade de Porto Velho (RO), o grupo é fruto do encontro desses quatro músicos e amigos que vêm trabalhando pela boa música nos palcos da cidade. O repertório é basicamente constituído de uma mistura da música brasileira com o Jazz, não existindo barreiras, pois acreditamos que a música é uma linguagem universal. O som é a combinação da beleza dos ritmos brasileiros com ricas harmonias e improvisos. A proposta do trabalho é a experimentação sonora através de composições e arranjos próprios.

Dia 23/05: Espetáculo de dança “Sonoro” (AM) do grupo Corpo de Arte Contemporânea Horário e local: às 20 horas, no Centro de Atividades do SESC Palmas

Classificação: Livre

Duração: 60 minutos

Sinopse: O espetáculo aborda os aspectos angustiantes da relação entre o homem e a natureza, fala sobre a vivificação do corpo pigmentado que dança e interpreta.

Ficha Técnica

Direção e pesquisa de movimentos: Odacy de Oliveira Souza e Valdemir de Oliveira Intérpretes: Fabiano Barros, Géssica Lima, Odacy de Oliveira Souza e Valdemir de Oliveira Projeto de Iluminação: Odacy de Oliveira Souza e Valdemir de Oliveira Operação de luz:Wellington Gonçalves Pintura Corporal: Odacy de Oliveira Souza Paisagem Sonora: DJ Marcos Tubarão Concepção e Direção do Vídeo: Valdemir de Oliveira Intérpretes Vídeo: Fabiano Barros e Valdemir de OliveiraEdição de VídeoMichelle Andrews Produção Cenográfica: José Batista Produção: Géssica Lima Juliana Saad Wellington Gonçalves Maiara Carvalho Registro fotográfico: Sandro Marandueira e Fa biano Barros.

Dia 24/05: Espetáculo de Dança “(Des)Vestido” (PA) da Cia Experimental de Dança Waldete Brito

Horário e local: às 20 horas, no Centro de Atividades do SESC Palmas

Classificação: Livre

Duração: 50 minutos

Sinopse: O espetáculo parte do poema O Caso do Vestido, de Carlos Drummond de Andrade para tecer a dramaturgia da dança. O texto configura-se como o pretexto de leituras subjetivas e modos distintos de inscrever o poema no corpo, e assim, (des)veste-se o poema de diferentes modos.

Ficha Técnica

Direção e Dramaturgia: Waldete Brito Intérpretes Criadores: Alessandra Eewerton, Elyene Lima, Nely Lopes, Carol Castelo, Liliany Serrão, Valéria Spinelli, Jean Gama e Rafael Dorn Projeto de luz: Patricia Gondim e Oriana Bitar Iluminador: Walter Filho Consultoria teatral: Wlad Lima e Marton Maués Ensaiadora: Eleonora Leal Fotografia: Giselle Moreira e Paulo Lima Sonolplastia e Figurino: Waldete Brito.

Dia 25/05: Espetáculo Doces Bárbaros do grupo 4 Cantus (MT)

Horário e local: às 20 horas, no Centro de Atividades do SESC Palmas

Classificação: Livre

Duração: 1h20

Sinopse: Em julho de 1976 Caetano Veloso, Gal Costa, Gilberto Gil e Maria Bethânia com seus figurinos e atitudes extravagantes, sobem aos palcos e realizam um dos shows mais marcantes da história da MPB: Os Doces Bárbaros. Nascido em Cuiabá-MT , radicado no Rio de Janeiro e formado por um quarteto vocal misto, o grupo vocal 4 Cantus realiza o show 4 Cantus canta Doces Bárbaros, tendo como principal objetivo homenagear os 35 anos do show de 76 que, para o grupo, foi um marco na estrada destes artistas de referência na Música Popular Brasileira. A apresentação mostra o repertório com uma roupagem atualizada com novos arranjos, figurinos e a linguagem cênica que traz de volta o universo tropicalista e irreverente que marcou uma geração.

Ficha técnica

Ana Baird ou Renata Celidônio – Mezzo-soprano, Marcela Mangabeira – Contralto, Danilo Frederico – Tenor, Maurício Detoni – Barítono, Marcelo Caldi ou Adaury Mothé – Teclados, Marco Mibach – Bateria, Auriu Irigoite – Baixo, Técnicos: Matheus Dias – Técnico de som, Arranjos e direção musical – Maurício Detoni, Direção cênica – Marco Aurélio Hamellin.

Dia 26/05: Espetáculo de teatro de rua "Comédia Del Acre" (AC) da Cia. Visse e Versa de Ação Cênica

Horário e local: às 20 horas, no Tênis SESC

Classificação: Livre

Duração: 50 minutos

Sinopse: A peça história do teatro mundial através de fragmentos de textos de renomados autores que marcaram esta trajetória, como Sófocles, Aristófanes, Shakespeare, Nelson Rodrigues e João Cabral de Melo Neto. Esta releitura possui estética voltada para a cultura popular, levantando questões acerca de valores éticos e morais, de forma leve e atrativa, regada a muita música e dança.

Ficha Técnica

Direção: Lenine Alencar Elenco: Ágatha Lima Claudia Toledo Dino Camilo Juliana Albuquerque Kilrio Farias Sacha Alencar Yuri Rosas Sonoplastia: O elenco. Figurino e Adereços: Claudia Toledo e Ágatha Lima.

Dia 27/05: Espetáculo Batida Brasileira, do grupo Euterpe (RR)

Horário e local: às 20 horas, no Centro de Atividades do SESC Palmas

Classificação: Livre

Duração: 60 minutos

Sinopse: Euterpe - Batida Brasileira - é um espetáculo com a música popular brasileira produzida atualmente no extremo norte do Brasil. Em seu repertório, composições próprias e compositores da região. Os temas são dinâmicos e multiculturais, privilegiando ritmos como, o xote bragantino, o carimbó, a guitarrada, o samba de cacete, os batuques afro-amazônicos, as influências indígenas e ritmos Caribenhos como a salsa e a cúmbia. Além de cantar, Euterpe toca violão e é acompanhada pela banda formada pelos músicos Franklin Lima na bateria, Hendds Willx’iams na guitarra e Léo Rodrigues no contrabaixo. A direção artística do espetáculo é de responsabilidade do poeta, cantor e compositor roraimense Eliakin Rufino.

Ficha Técnica:

Musa da música e da poesia lírica na mitologia grega e nome científico do Açaí, é também o nome da cantora e compositora roraimense que acaba de lançar seu álbum de estréia, o CD Batida Brasileira. Gravado entre fevereiro e abril de 2009 no estúdio APCE em Belém-PA, com arranjos do baixista paraense Adelbert Carneiro e percussão do Trio Manari, o CD contém em seu repertório composições da própria Euterpe, parcerias e músicas de compositores da região norte do Brasil. Natural de Boa Vista, RR, na fronteira do Brasil com a Guiana e a Venezuela, a cantora Euterpe brinda os ouvintes do seu primeiro CD com uma mistura natural dos ritmos presentes em sua região.

Dia 28/05: Espetáculo de teatro Cordel do Amor sem Fim" (AP) da Cia de Teatro Cores na Rotunda

Horário e Local: às 20 horas, no Centro de Atividades do SESC Palmas

Classificação: 13 anos

Duração: 1h20min

Sinopse: O espetáculo é uma adaptação da obra de Cláudia Barral e que faz a união da commedia dell ´arte (gênero teatral baseado na improvisação e no uso de máscaras) com a literatura de cordel.

Ficha técnica:

Direção: Ton Rodrigues. Figurinos: Francisco Ribeiro e Ana Maria Oliveira. Cenário: Cia de Teatro Cores na Rotunda. Iluminação: Marina Beckman. Texto: Cláudia Barral Trilha sonora: Dan Alves e Jota Mambembe Elenco: Sabrina Zahara, Dan Alves, Josias Monteiro, Alenk Nobre, Reginaldo Corrêa e Elder de Paula. Técnicos: Ton Rodrigues e Marina Beckman.

Dia 29/05: Espetáculo de teatro Desertos (MA)

Horário e local: às 20 horas, no Centro de Atividades do SESC Palmas

Classificação: maiores de 10 anos

Duração: 50 minutos

Sinopse: Inspirada na palavra da Poeta Micheliny Verunschk a encenação aponta para o poder da poesia de instaurar outra realidade por meio da linguagem. Rica em contrastes, a encenação se apoia em poemas escolhidos ao longo da obra da poeta, tendo como espinha dorsal o poema longo “ O Observador e o Nada”. Do conflito entre a aparência e essência, surge em cena um individuo inventário de belas imagens tramadas com rigor e sensibilidade.

Ficha técnica:

Texto: Micheliny Verusnchk Atriz: Flávia Teixeira Direção: Helder Mariani Assistente de Direção: Daniel Kronenberg Pesquisa: Flávio Rodrigo Direção Musical: Dagoberto Feliz Direção de Arte: Tayrone Porto Iluminação: Fabiano Benigno Fotos: Tathy Yazigy Vídeo: Marcos Sucharski.

Por: Redação

Tags: Amazônia Legal, Ana Friedlander, Sesc