Meio Ambiente

Foto: Luiz Melchiades

Em reunião realizada na última quarta, 25, o Conselho Estadual de Meio Ambiente - COEMA aprovou a indicação de três áreas prioritárias para a criação de novas Unidades de Conservação UCs, no Tocantins: Interflúvio Tocantins/Paranã, Serra da Cangalha e Rio Palmeiras. Os conselheiros também decidiram encaminhar a câmara técnica, estudos sobre mais uma área prioritária para criação de Unidades de Conservação na Região Norte do Estado.

Presente na abertura, o presidente do COEMA e secretário do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Divaldo Rezende, falou que é de grande interesse do Estado ampliar o número de áreas de proteção integral e de uso sustentável. “Queremos, com a proteção da biodiversidade, impulsionar o desenvolvimento econômico das comunidades do entorno por meio do turismo e da prestação de serviços ambientais”, garantiu.

Na reunião foram apresentadas a justificativa da escolha de cada área, considerando a importância ecológica, representada pela riqueza e singularidade dos ecossistemas; o grau de ameaça, baseada na projeção dos impactos ambientais sobre a biodiversidade; as oportunidades, que leva em conta o desenvolvimento de projetos de sustentabilidade; e a extensão geográfica.

A secretária executiva do COEMA e superintendente de meio ambiente e florestas da Semades, Marli Santos, disse que o próximo passo é o detalhamento dos estudos dessas três áreas prioritárias e a organização de audiências públicas. “Agora fica a cargo da Secretaria coordenar o detalhamento das áreas aprovadas no Conselho e apresentar a proposta em audiências públicas”, afirmou.

Fonte: Ascom Semades