Economia

Foto: Divulgação Fieto

Cerca de 30 empresas fornecedoras e compradoras (âncoras) participantes do Programa de Desenvolvimento de Fornecedores - PDF – reúnem-se até as 5 da tarde desta terça, 31, na I Rodada de Negócios, organizada pelo Instituto Euvaldo Lodi – IEL Tocantins. Estreitar relações para o fechamento e prospecção de negócios entre as empresas participantes são os principais objetivos do evento que acontece no espaço de eventos do Sistema FIETO em Palmas.

As atividades e serviços oferecidos por cada uma das empresas foram apresentados na fase anterior do Programa. Na Rodada, são discutidas as condições para o fechamento de novos negócios. “Fizemos um levantamento de demanda e de oferta das empresas e com isso fizemos agendas relacionando uma determinada oferta com uma demanda correspondente. Por exemplo, temos uma construtora que precisa comprar artefatos de cimento e temos um fornecedor que vende. Nós agendamos o encontro desses dois, eles vão sentar, discutir preço e fechar negócio ou pelo menos deixar prospectado”, explica a superintendente do IEL Tocantins, Roseli Sarmento.

As empresas participantes desta primeira fase do PDF no Tocantins são fornecedoras das empresas âncoras Celtins e Sabina Engenharia. Esta última representa as empresas da construção civil associadas ao Sinduscon/TO - Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Tocantins. A proprietária da Sabina Engenharia, Alteliana Lopes, participa do evento e aponta benefícios possibilitados pelo Programa. “A Rodada de Negócios é um campo extremamente aberto pra gente poder melhorar nossos contatos e adquirir também uma melhor compra e um melhor prazo, não só na parte financeira, mas como de estrutura das empresas para que nossos fornecedores possam melhorar o atendimento feito pra gente”, diz.

A companhia de energia do Estado, Celtins, vislumbrou já na priemira entrevista novas possibilidades de negócios, como explica a coordenadora de Responsabilidade Socioambiental da empresa, Tereza Rodrigues. “Por essa primeira rodada já dá pra ver a possibilidade de prospectar novos negócios. As indústrias que estão aqui, os fornecedores, principalmente da construção civil, podem desenvolver produtos para a Celtins. Falamos, por exemplo, sobre a otimização de um rejeito, que é a porcelana, um isolante, e existe a possibilidade de novos negócios no futuro. Estamos pensando em fazer um prédio próprio e quem sabe podemos comprar este material feito a partir de rejeitos de porcelana”.

As empresas participantes já passaram pelas fases de diagnóstico inicial, capacitações nas mais diversas áreas, consultorias, palestra motivacional e a Rodada de Negócios. O encerramento desta fase com este grupo de empresas acontece com o diagnóstico final que será apresentado em um evento em agosto. Para o próximo ano já está prevista uma nova fase do PDF com um novo grupo de empresas, além da mobilização das participantes desta fase para uma segunda etapa.

PDF

O Programa de Desenvolvimento de Fornecedores é executado pelo IEL Tocantins, entidade integrante do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Tocantins, em parceria com o Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. É um programa nacional que objetiva aumentar a competitividade e o desenvolvimento sustentável dos micro e pequenos fornecedores de indústrias. Para isso, conta com empresas âncoras que, após mobilização do IEL, aderem ao projeto e coordenam as atividades para adaptar seus fornecedores às suas necessidades e garantir a qualidade dos produtos e serviços.

Fonte: Assessoria de Imprensa Fieto