Educação

Foto: Manoel Lima

Membros do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento do Bico do Papagaio (Ambip) estiveram reunidos, na última sexta-feira, 3, no auditório da Prefeitura de Itaguatins, Norte do Tocantins, para discutir, juntamente com o secretário de Estado da Educação, Danilo de Melo Sousa, a atual conjuntura do Ensino Fundamental nos 25 municípios que compõem da região. Dentre os assuntos discutidos, se destacaram os referentes ao transporte público escolar, a Plataforma Freire (Parfor), os cursos técnicos e profissionalizantes, a municipalização do Ensino Fundamental e a implantação das escolas de tempo integral em todo o Estado.

Reforçando o slogan da reunião, que dizia “todos de mãos dadas por uma Educação de qualidade”, o presidente do Ambip e prefeito anfitrião da reunião, Homero Barreto Júnior, afirmou que o encontro foi fundamental para que a realidade do Bico do Papagaio fosse discutida e, também, para se acabar com certas resistências que ainda existiam na região. “O debate é fundamental para se chegar a um consenso sobre tudo o que deve ser realizado e de que maneira deve acontecer. Por isto acho que a reunião foi importantíssima, pois pudemos apresentar nossas respectivas realidades e conhecermos as de cada município daqui do Bico. Com estas informações, com o abandono de certas rixas antigas e com a aproximação entre os integrantes do Ambip e o governo do Estado, que se mostra disposto a dialogar com todos, independente de questões políticas, resolveremos vários problemas que afligem a região, e isto juntos, o que só virá a fortalecer o Bico”, ressaltou Homero Júnior.

De acordo com o secretário Danilo de Melo, convidado pela Ambip para participar do evento, a abertura de novos espaços para se ouvir as demandas educacionais de cada cidade e para se apresentar os planejamentos do governo apenas facilitarão o firmamento do regime de colaboração proposto entre o Estado e municípios. “Nós temos consciência de que são várias as preocupações que cada município tem, e que elas são distintas umas das outras. Por este motivo, reforçamos a ideia de que apenas por meio do diálogo franco entre todos nós é que o sistema de cooperação virá a ser efetivo, gerando avanço na Educação. E isto não se dará com um projeto único, pois temos que entender e nos adaptar às diferentes realidades de cada município. O governador Siqueira Campos está disposto a dialogar com todos, se mostra completamente receptivo mesmo a debater sobre toda e qualquer proposta que tenha como objetivo trazer melhorias para o povo tocantinense, seja na Educação ou em qualquer outra área de atuação da administração dele”, destacou o secretário de Estado da Educação.

Segurança alimentar

Além de outros profissionais da Educação, também participaram da reunião o secretário estadual Homero Barreto, responsável pela Secretaria-Extraordinária para Assuntos Legislativos, as diretoras regionais de ensino de Araguatins, Ulissevânia Sales, e de Tocantinópolis, Luciana Gomes, e representantes da Secretaria Estadual do Trabalho e da Assistência Social (Setas), que, na ocasião, segundo explicou a assistente social da pasta Régina Mercês Aires, procurou incentivar os 25 municípios que integram o Ambip a participarem das Conferências Estaduais de Segurança Alimentar e de Assistência Social, que ocorrem em setembro. “Para se alavancar o desenvolvimento do Bico do Papagaio, os administradores municipais têm que ousar, não esperar as coisas acontecerem. Uma das formas de se conseguir isto é se integrando às ações do governo, participando de todas as que forem possíveis. Por isto viemos aqui, para colocá-los a par do que a Setas tem realizado, e as conferências de assistência social e de segurança alimentar são duas destas ações; esta última, por sinal, tem tudo a ver com a Educação, pois a merenda escolar, a qualidade dos alimentos que oferecemos aos nossos estudantes, é pauta certa durante as discussões”, destacou Régina Aires, que também é conselheira estadual de segurança alimentar e nutrição da Setas.

Fonte: Assessoria de Imprensa Seduc