Estado

Com tantas exonerações só neste semestre aumentam as expectativas para a convocação do certame do Quadro Geral. O secretário de Administração, Lúcio Mascarenhas salientou que o governo tratará o assunto com cautela.

“O concurso vai acontecer com calma e tranqüilidade, sem atropelos”, disse.

No último dia 3 houve reunião com os responsáveis de todas as pastas, segundo o secretário. "Apresentamos todos os dados do levantamento que a Secad fez”, disse.

O número de vagas deve ser divulgado ainda neste mês, garantiu o secretário. Não há previsão de data para lançamento do edital.

“O STF não determinou que fosse feito concurso”, disse o secretário.

O certame realizado em 2008 ainda na gestão do ex-governador Marcelo Miranda (PMDB) foi cancelado pelo governo atual.

O concurso cancelado previa mais de seis mil vagas e teve 104 mil inscritos.