Polí­tica

Foto: André Camargo

A inclusão de temas de Direitos Humanos no currículo escolar foi debatido esta semana na Comissão de Direitos Humanos do Senado em audiência pública. O senador Ataídes Oliveira, membro titular da Comissão, defendeu a urgente implementação do Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos (PNEDH) criado em 2006 e até hoje não obrigatório nas escolas publicas e privadas do país.

Ataídes, entretanto, mostrou preocupação com a forma e conteúdo dos temas a serem levados às escolas: “me preocupa como o MEC conduzirá este processo, especialmente de temas delicados como a questão da homofobia”.

Ao defender a aplicação imediata do Plano, Ataídes justificou que educar com base nos preceitos corretos em direitos humanos significa a construção de valores fundamentais como a solidariedade e a cidadania. A partir destes entendimentos, avançaremos em diversas outras frentes como na luta contra a discriminação racial, no respeito aos direitos às crianças e no combate contra a exploração sexual.

Ao deixar a reunião, Ataídes Oliveira elogiou a iniciativa da Pesquisa que está sendo realizada pelo MEC para a aplicação do Plano, mas pediu que desde já, a comissão encarregada pela implementação do PNEDH faça inserir nas discussões da implementação do Plano, “as minhas preocupações com a abordagem e conteúdo dos temas a serem inseridos”.

Fonte: Assessoria de imprensa Ataídes Oliveira