Polí­tica

Foto: Divulgação

Se para o grupo de partidos da base da oposição as primeiras conversas e articulações visando o pleito de 2012 já começaram para o grupo governista liderado pelo governo estadual as conversações ainda são tímidas e não contam com participação do governo estadual.

Os partidos estão buscando estas discussões iniciais de maneira interna. Do grupo do governador Siqueira Campos (PSDB) para a disputa em Palmas por exemplo já despontaram como pré-candidatos Marcelo Lelis (PV), Luana Ribeiro (PR) além do deputado federal que é do partido do governador, Eduardo Gomes.

“Eu creio que os partidos todos eles devam estar tendo suas atividades partidárias. Estou sabendo de reuniões e encontros de partidos que compõem a base”, afirmou em entrevista ao Conexão Tocantins na manhã deste sábado, 11, o secretário de Planejamento e Modernização Pública, Eduardo Siqueira Campos.

Não é meta do governo neste momento conduzir essas movimentações políticas com relação ao pleito do próximo ano. “No âmbito do governo isso não é assunto. Para o governo a melhor política nesse momento é cuidar da administração”, frisou o secretário.

Eduardo frisou inclusive que pediu para que fosse liberado de qualquer compromisso partidário neste momento. “Existe relação entre estabilidade administrativa e estabilidade política mas o governo está preocupado em resolver vários problemas muitos deles com soluções amargas neste primeiro momento”, salientou.

Oposição

Comentando a relação do governo com a oposição o secretário salientou que este relacionamento só acontece via Assembleia Legislativa através dos deputados. “A relação do governo com oposição formalmente ela só se dá no âmbito da Assembleia. Nós temos procurado ter a melhor relação”, disse

A oposição se movimenta para eleger um líder para o grupo e os nomes disponíveis são dos ex-governadores peemedebistas Carlos Gaguim e Marcelo Miranda. Mesmo evitando comentar sobre a escolha entre um dos nomes o secretário fez uma comparação.

Segundo ele tal escolha representa uma disputa entre “um goleiro de um time que perdeu e um goleiro que foi expulso do jogo”, disse.