Polí­tica

Foto: Benhur de Souza

Depois de aprovarem as contas de 2008 do ex-governador Marcelo Miranda (PMDB) os deputados estaduais vão analisar em breve as contas de 2009 da gestão de Marcelo e depois de Carlos Henrique Gaguim (PMDB).O prazo para o parecer do TCE ser encaminhado à AL é de 90 dias.

O Tribunal de Contas do Estado rejeitou as contas como consta na publicação de 31 de maio do boletim do órgão. O próximo passo é encaminhar para análise da Assembleia Legislativa.

O relator foi o conselheiro Hebert Carvalho de Almeida que apontou “impropriedades verificadas de natureza orçamentário-financeira e contábil” na aplicação dos recursos. A falta de contabilização da receita de ICMS também foi uma dos motivos apontados na verificação técnica do relator.

2009

A cassação de Marcelo Miranda e do vice-governador na época Paulo Sidnei (PPS) aconteceu em setembro de 2009 quando Gaguim que era presidente da Assembleia assumiu o cargo.

Quando Gaguim assumiu ele engajou os parlamentares no governo através de indicação de cargos. Durante os primeiros meses de seu governo ele não teve o apoio de apenas três deputados: o atual presidente da Assembleia, Raimundo Moreira (PSDB) e dos democratas Osíres Damaso e Toinho Andrade.

Segundo informações ao Conexão Tocantins, Gaguim conta certa a aprovação das contas já que maioria dos atuais parlamentares participaram de sua gestão.

A aprovação das contas de 2009 deve ser o primeiro embate entre os peemedebistas que disputam a liderança do grupo de oposição.