Polí­tica

Foto: Divulgação Portal da Transparência mostra redução significativa nas diárias no gabinete do governador Portal da Transparência mostra redução significativa nas diárias no gabinete do governador

A redução de servidores nomeados no gabinete do governo do Estado resultou em economia nos gastos com diárias com servidores.

Segundo levantamento feito pelo Conexão Tocantins com base no Portal da Transparência a redução dos gastos foi de mais de 100% comparando os meses de abril e maio deste ano com a gestão anterior.

Os números mostram que em abril de 2010 o ex-governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB) teve despesas de R$ 1.055.534,30. Desse valor cerca de R$ 104.644,00 foram pagamentos de diárias ao próprio governador e vários servidores.

Só de diárias neste mês o peemedebista recebeu R$ 9.184,24 de uma viagem internacional que fez junto com secretários.

Já o governador Siqueira Campos (PSDB) gastou neste mês o total de R$ 91.281,75 sendo apenas R$ 5.759,00 de pagamento de diárias, inclusive algumas delas ao vice-governador João Oliveira que tem viajado muito aos municípios em reuniões e eventos representando o governador.

Em maio os números apontam redução ainda maior nas despesas do gabinete. O valor gasto no mês passado foi de R$ 63.279,14 já em 2010 no mesmo período foi de R$ 1.174.229,58.

Com relação às diárias, maio foi o mês que Gaguim gastou mais, com estas despesas totalizando R$ 141.261,00 só pelo gabinete. De diárias internacionais o gasto foi apenas de R$ 2.077,80. O Portal da Transparência mostra diárias para apenas uma pessoa de até R$ 4.155,00 nesse período. Siqueira no mês passado gastou ao todo em diárias apenas R$ 3.868,00.

No Gabinete do Governador eram 304 servidores lotados na gestão anterior que foram reduzidos. Até um bispo era lotado no gabinete mas ao que tudo indica não exercia nenhuma função.

Logo que assumiu ainda na fase de readequação administrativa e do quadro de servidores o governador Siqueira Campos criou, através de Medida Provisória, mais de 80 cargos de chefia e assessoramento no seu gabinete. A redução no número de servidores no gabinete foi de cerca de 75%.

Segundo o divulgado, ano passado no total o governo do Estado pagou mais de R$ 25 milhões em diárias.