Estado

Foto: Divulgação

O governador Siqueira Campos participou na noite dessa terça-feira, 21, do encerramento do Fórum Tocantinense de Ciência, Tecnologia e Inovação que reuniu 400 pessoas e discutiu dez temas. Ele recebeu das mãos do chefe Geral da Embrapa Pesca e Aquicultura de Palmas-TO, Carlos Magno da Rocha e do presidente da Fieto – Federação das Indústrias do Estado do Tocantins, Roberto Magno Martins Pires o relatório das propostas apresentadas durante o Fórum realizado no campus II da Faculdade Católica na TO 050 em Palmas.

O documento deve ajudar o governo a elaborar o Plano Plurianual prevendo ações para os próximos anos nas áreas de ciência, tecnologia e inovação. O governador Siqueira Campos, ainda assinou a mensagem do Projeto de Lei número 18, que trata de incentivo a inovação e pesquisa científico/tecnológica – Lei de Inovação, que será enviado à Assembleia Legislativa.

O governador Siqueira Campos falou da responsabilidade e do compromisso de todos que participaram do Fórum. “Me orgulho muito destes homens e mulheres que vão conduzir o Estado ao desenvolvimento, nesta trajetória de mudança. Que a partir destes trabalhos realizados neste evento possamos construir uma economia de prosperidade”, frisou.

Participaram do encerramento do Fórum a diretora geral da Faculdade Católica, Clarete de Itoz; o Presidente da Fieto, Roberto Pires; Carlos Magno, chefe Geral da Embrapa Pesca e Aquicultura; o secretário estadual de Relações Institucionais, Lívio de Carvalho – coordenador dos trabalhos de elaboração do PPA do estado do Tocantins, o chefe da Casa Civil do Estado, Renan Arimatéia; além do secretário estadual da Ciência e Tecnologia, Luiz Carlos Borges da Silveira, e a presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Tocantins, Andrea Stival.

Borges da Silveira agradeceu aos participantes e parceiros que apoiaram a realização do Fórum. “Neste dia tão importante para o desenvolvimento do Estado, as 400 pessoas que nos prestigiaram discutiram em alto nível as propostas levantadas nos 10 temas. Hoje foi dado um passo muito importante para que haja integração entre o governo, iniciativa privada e universidades”, destacou o secretário de Ciência e Tecnologia.

Temas como Agricultura, Educação, Saúde, Aquicultura e Pecuária, Desenvolvimento Urbano e Segurança Pública, Tecnologia da Informação e Comunicação, Meio Ambiente e Recursos Naturais, Energia Renovável, Logística e Inovação Tecnológica foram discutidos.

Fonte: Assessoria de Imprensa/Secretaria de Ciência e Tecnologia