Estado

Foto: Divulgação

Aconteceu na tarde desta quinta-feira, 30, no auditório do Comando Geral da Polícia Militar, o “1º Encontro de Fortalecimento da Rede de Proteção a Mulher do Tocantins”. O objetivo é o fortalecimento da rede de proteção às mulheres vítimas de violência, a inserção das vítimas no mercado de trabalho e da igualdade salarial.

O secretário Executivo da Secretaria da Segurança, Giácomo Francisco Santoro, destacou os esforços da diretoria da mulher em fortalecer as políticas públicas em proteção à mulher e que Palmas está à frente no que se refere à rede de atendimento à mulher. "Já somos referência quando se trata de proteção aos direitos das mulheres” declarou Giácomo Santoro.

Durante sua fala, a diretora Estadual de Assistência à mulher, Rita de Cássia, relatou as dificuldades encontradas em sua caminhada em busca do fortalecimento dos direitos da mulher. "Esta é uma caminhada conjunta e os resultados são fruto de uma melhor articulação desta rede".

Rosângela Rigo, representante da Secretaria Especial de Políticas Públicas para a Mulher, apresentou dados sobre a violência em nível nacional. Ela destacou que o Tocantins ocupa o 2º segundo lugar no ranking nacional. Elogiou ainda, o trabalho realizado de combate a violência, no Tocantins. “O trabalho realizado pela Rita de Cássia, à frente da Diretoria, tornou-se referência no Estado, pela sua forma de funcionamento e a preocupação em cuidar dos problemas relacionados ao público feminino, em situação de maus tratos. As mulheres que procuram apoio recebem todo o acompanhamento necessário.” destacou Rosângela.

A rede de proteção à mulher no Tocantins conta hoje com 137 parceiros, que atende mais de 888 mil mulheres em todo o Estado. Está presente nos 139 municípios do Estado, oferecendo políticas públicas que fortalece e garante os direitos das mulheres.

Fonte: Assessoria de Imprensa SSJC