Economia

Foto: Divulgação

A Bunge vai inaugurar oficialmente sua primeira usina de açúcar e bioenergia no Tocantins, no município de Pedro Afonso, na próxima quinta-feira, 21 de julho.

A inauguração acontece a partir das 11h30 e contará com a presença do presidente e CEO da Bunge Brasil, Pedro Parente, do governador José Wilson Siqueira Campos.

A unidade, que recebeu investimentos de R$ 600 milhões, é a primeira greenfield (projetada e construída a partir de uma área livre) da Bunge e a oitava usina produtora de açúcar e bioenergia da empresa, que já atua no setor em Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e São Paulo.

A trading japonesa Itochu é sócia no empreendimento, com 20% do capital. A usina de Pedro Afonso vai operar totalmente dentro dos conceitos da tripla sustentabilidade social ambiental e econômica, e ampliará a oferta de empregos qualificados na região.

A usina está localizada na rodovia TO-010, km 20, na Fazenda Santa Fé, Zona Rural de Pedro Afonso.

Sobre a Bunge

Presente no Brasil desde 1905, a Bunge é uma das principais empresas de agronegócio e alimentos do Brasil e uma das maiores exportadoras. Atua de forma integrada, do campo à mesa do consumidor. Desde a produção e a comercialização de fertilizantes, compra e processamento de grãos (soja, trigo e milho), produção de alimentos (óleos, margarinas, maioneses, azeite, arroz, farinhas), serviços portuários até a produção de açúcar e bioenergia.

Hoje, a empresa conta com mais de 20 mil colaboradores, atuando em cerca de150 instalações, entre fábricas, usinas, moinhos, portos, centros de distribuição e silos, em 17 estados de todas as regiões brasileiras. Marcas como Serrana, Manah, Salada, Soya, Cyclus, Delícia, Primor e Bunge Pró estão profundamente ligadas não apenas à história econômica brasileira, mas também aos costumes, à pesquisa científica, ao pioneirismo tecnológico e à formação de gerações de profissionais.

Sobre Itochu

A história da ITOCHU Corporation remonta ao ano de 1858, quando o fundador da Empresa, Chubei Itoh, iniciou suas operações de comercialização de produtos têxteis. Desde então, a ITOCHU não parou mais de evoluir e crescer. Com aproximadamente 130 bases operacionais em 68 países, a ITOCHU é uma das principais sogo shosha (empresa global de trading) e está engajada na comercialização e na importação e exportação de vários produtos e serviços nos mercados doméstico e internacional, incluindo têxteis, tecnologia da informação e comunicação, maquinaria, energia, metais, produtos químicos, madeira, mercadorias gerais, alimentos, construção, empreendimentos imobiliários, finanças, seguros e serviços de logística, bem como investimentos no Japão e no exterior.