Campo

Foto: Divulgação

Além de desenvolver um trabalho de apoio aos produtores de soja e grãos destinados à exportação, desde 2008 a Cooperativa Agroindustrial de Pedro Afonso (Coapa) também fortalece a agricultura familiar. Atualmente são beneficiados 219 agricultores divididos em 23 associações localizadas em Pedro Afonso, Tupirama, Recursolândia, Bom Jesus do Tocantins, Santa Maria do Tocantins, Itacajá, Goiatins, Centenário, Miracema do Tocantins e Rio dos Bois. A área total de todas as propriedades é de 16.727 hectares e os produtores trabalham com pecuária de corte, criação de gado leiteiro e agricultura de subsistência.

O trabalho com os pequenos produtores começou em 2008 quando a cooperativa realizou dois projetos de crédito fundiário beneficiando integrantes das Associações de Pequenos Produtores Rurais Água Viva, em Santa Maria, e Santa Rita, em Bom Jesus.

A gerente da Unidade Técnica, Erica Lima Brito, explicou que a cooperativa resolveu atender esse segmento, após perceber a dificuldade que os agricultores familiares tinham para ter acesso a consultoria técnica e às tecnologias que podem aumentar a produtividade no campo e melhorar a vida das famílias. “A agricultura familiar é um setor com enorme potencial de crescimento em nossa região e a equipe da Coapa trabalha para prestar o auxílio necessário aos produtores”, destacou Erica Brito.

Para realizar um trabalho satisfatório, a equipe técnica elabora um cronograma anual de atendimento, neste ano iniciado em junho e com término previsto para maio de 2012, quando começa um novo ciclo. Inicialmente foi aplicado um questionário com 15 perguntas para coletar dados socioeconômicos (histórico da propriedade) para nortear as ações. Com essas informações, os técnicos conhecem a fundo a propriedade, sua vocação econômica e que tipo de tecnologia aplicar para obter os resultados esperados.

Os próximos passos são a coleta de amostras de solo para verificar a necessidade de correção com adubo, o levantamento dos agricultores que desejam pleitear financiamento do Pronaf - Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (44 famílias beneficiadas na safra 2010/2011), e o trabalho de orientação técnica e manejo correto da propriedade. Em outubro os produtores começam o plantio da safra 2011/2012, principalmente de arroz e milho, e continuarão sendo acompanhados pela equipe técnica.

O agricultor familiar também recebe tratamento diferenciado na Unidade Agroveterinária da Coapa. “A loja oferece ferramentas e insumos em geral, e também oferta assessoria técnica com médico veterinário, zootecnista, engenheiro agrônomo e técnico agrícola, para ajudar a organizar a atividade do pequeno produtor”, explicou o gerente Vanderlei de Sousa, completando que o cooperado tem desconto de 8% nas compras a vista.

Organizando as pequenas associações

Paralelamente ao trabalho de consultoria técnica, a equipe da Coapa também ajuda a organizar as associações de agricultores familiares, sempre mostrando que unidos tem mais força. Nas reuniões, os técnicos fazem palestras sobre o papel do cooperativismo, a missão da Coapa, as vantagens de ser cooperado, entre outros temas. Essa atividade integra o projeto OQS - Organização do Quadro Social, que envolve o aspecto tecnológico de levar capacitação ao produtor rural e desenvolver ações que envolvam toda a família do agricultor.

O produtor Luis Tavares, integrante da Associação Água Viva e cooperado desde 2007, relata estar satisfeito com a consultoria técnica e cursos oferecidos pela Coapa. “Hoje tenho outra visão de como administrar minha propriedade”, testemunha Tavares, que em sua propriedade cria gado, cultiva lavouras de arroz e milho, além de plantar hortaliças. Parte da produção é utilizada na alimentação familiar e o excedente é comercializado.

A agricultora familiar Janete de Lourdes Berwaldi, também conhecida como Janete Paraguaia, chegou a Pedro Afonso em 2003. Tomando conhecimento dos trabalhos da Coapa destinados à agricultura familiar, decidiu se associar em 2010 e no momento aguarda a liberação de linha de financiamento para expandir sua produção. “O apoio da Coapa é essencial, tenho muito orgulho de ser associada, porque a Coapa tem uma preocupação não só com o grande produtor, mas também ao agricultor familiar, como é o meu caso”, frisou a produtora integrante do Núcleo Feminino da Coapa.