Economia

Foto: Luciano Ribeiro Governador lançou o programa no último dia 2 de julho em Araguatins Governador lançou o programa no último dia 2 de julho em Araguatins

O Programa Nossa Oportunidade será lançado em Palmas, nesta quarta-feira, dia 20 de julho, às 9h30, no auditório do Palácio Araguaia. O governo pretende levar o programa aos 139 municípios tocantinenses. Araguatins foi o primeiro município beneficiado.

Para o secretário das Oportunidades, Omar Hennemann, o programa chega no momento certo para gerar oportunidades para as pessoas. Com essa finalidade, técnicos da Secretaria das Oportunidades e do Prodivino - Instituto Social Divino Espírito Santo já prepararam tudo para o lançamento.

A linha de microcrédito Nossa Oportunidade está aberta aos prestadores de serviço, como o pintor, que quer comprar uma pistola de pintura mais potente; o mecânico, que está precisando de novas ferramentas; o pedreiro e o azulejista que querem comprar essa ou aquela ferramenta; o vendedor de picolé, de pão caseiro, de pão de queijo, de rapadura, de frutas, de artesanato, o sapateiro, o lavador de carros e tantas e tantas outras atividades desenvolvidas por pessoas que estão buscando o sustento da sua família.

Uma das exigências para contrair o empréstimo é que o interessado tenha renda familiar de até um salário mínimo, o que permite um empréstimo inicial de RS 1 mil. Quitada a dívida, o próximo empréstimo já poderá ser de R$ 2 mil, seguindo-se de R$ 3 mil, podendo chegar até R$ 5 mil. “O governo acredita e aposta na capacidade do ser humano, muitos dos quais só precisam de uma oportunidade como essa para dar início ou ampliar o seu pequeno negócio”, afirma o secretário.

Na ocasião do cadastramento para o empréstimo, o interessado deve apresentar a carteira de identidade, CPF, comprovante de residência e título de eleitor, documentos exigíveis para qualquer financiamento. O pagamento será feito em 22 prestações, com 60 dias de carência, a juros de 1% ao mês, com desconto de 0,5% para quem pagar em dia. Não há nenhum problema para quem já está sendo beneficiado por programas como Bolsa-Família e Pioneiros Mirins.

Fonte: Assessoria de Imprensa Secretaria das Oportunidades