Campo

Foto: Aldemar Ribeiro 40 mil hectares poderão ser ocupados com o plantio de cana-de-açúcar já para o próximo ano de 2012 40 mil hectares poderão ser ocupados com o plantio de cana-de-açúcar já para o próximo ano de 2012

A Coapa – Cooperativa Agroindustrial do Tocantins, que este ano comemora 13 anos de atividades, está de olho em novas oportunidades de investimentos. Visando os canaviais e se precavendo para uma possível diminuição da área plantada de grãos na região, já que há uma expectativa de que cerca de 40 mil hectares poderão ser ocupados com o plantio de cana-de-açúcar já para o próximo ano de 2012, já está trabalhando na diversificação d aprodução.

De acordo com o diretor Virgílio Amaral, que também é funcionário da empresa Campo, e que esteve diretamente ligado à implantação do projeto Prodecer III no município e região, disse que os quase 300 cooperados atuais da instituição, querem e buscam novos rumos para manterem suas atividades rurais lucrativas. A implantação do projeto criou um pólo de desenvolvimento com disseminação de novas tecnologias, que permitiu a geração de mais de 1500 empregos diretos e indiretos, com a produção anual de 51 mil toneladas de grãos na área do projeto e mais 48 mil toneladas nas áreas de influência.

Clareza

Os dados socioeconômicos ressaltam com clareza o grande impacto no município e nas suas áreas de influência. Todo o escoamento da produção até a estrutura de armazenamento da cooperativa é feito através da rodovia TO-010 no trecho Tocantínia-Pedro Afonso, que já existia por ocasião de sua implantação. Hoje a Coapa é sinônimo de vanguarda e competência em termos de cooperativismo, servindo como referência tanto para as famílias que hoje integram seu quadro social quanto para os produtores que chegam todos os dias e de todos os recantos do país, com objetivos de se fixarem nesta região e, com seu trabalho, contribuírem também para o desenvolvimento do agronegócio regional.

A Coapa atende hoje a 128 cooperados e produtores de soja, e 200 cooperados da agricultura familiar, agrupados ou não em associações na região de Pedro Afonso, estendendo sua área de atuação para Bom Jesus do Tocantins, Tupirama, Rio Sono, Guaraí, Fortaleza do Tabocão, Miracema, Santa Maria, Tocantínia, Itacajá, Itupiratins, Goiatins, Recursolândia e Centenário.
Em 2010 inaugurou sua unidade agroveterinária para atender a demanda de seus cooperados, oferecendo produtos necessários à viabilização dos projetos de Pronaf, FNO e outros, e prestando assistência técnica especializada em veterinária, zootecnia, engenharia agronômica e técnicas agrícolas.

Deu início ainda à organização da cadeia produtiva do leite, instalando nove postos de resfriamento nos municípios de Pedro Afonso, Bom Jesus do Tocantins, Santa Maria do Tocantins e Itacajá, recebendo já a partir de fevereiro de 2011 aproximadamente 3000 litros por dia.

Fonte: Secom