Estado

De cada três acidentes de trânsito ocorridos no Tocantins em 2010, um envolveu motocicletas. Segundo dados levantados pela Coordenação de Planejamento do Detran-TO, foram registrados 10.435 acidentes no ano passado, sendo 4.274 com motos (que representam 48,96% da frota) e 6.161 com automóveis (51,04% da frota).

Considerando as estatísticas de morte na capital, a situação se agrava para os condutores de motos, que são mais vulneráveis em caso de acidentes. Em Palmas, de cada três mortes no trânsito em 2010, duas foram de motociclistas. No período, 28 pessoas foram a óbito, sendo 18 vítimas de acidentes envolvendo motos e 10 envolvendo os demais tipos de veículo.

Ainda em relação à capital, em 2010 foram registrados 3.861 acidentes, sendo 1.900 envolvendo motos e 1.961 outros veículos, uma porcentagem de 49,21% e 50,79%, respectivamente.

Além do Detran-TO, os dados técnicos são provenientes também da Polícia Militar, Secretaria de Trânsito, Transporte e Mobilidade de Palmas e Polícia Rodoviária Federal.

Imprudência

A diretora de Educação para o Trânsito e Qualificação de Pessoal do Detran-TO, Áurea Liz de Morais, considera a imprudência um dos principais causadores de acidentes, envolva motos ou automóveis. “O que se aprende na teoria deve ser levado para a prática. Respeitar a legislação é preservar a vida, é essa a mensagem que estamos levando em nossas ações educativas”, disse.

Os primeiros lugares no índice de infrações de trânsito no Estado destacam atitudes causadoras de acidentes e que deixam mais vulnerável a vida de condutores e passageiros, como dirigir com velocidade acima da permitido, dirigir falando ao celular, deixar o passageiro de utilizar cinto de segurança e transitar pela contramão.

Enfrentamento

O Detran afirma que está trabalhando para reduzir os índices de acidentes de trânsito com vítimas, por meio de ações contínuas de conscientização de condutores, inclusive estando disponível para proferir palestras em órgãos públicos, empresas e outras instituições.

São ações que se intensificam em setembro, quando ocorre a Semana Nacional de Trânsito, entre os dias 18 e 25, com uma programação coordenada pelo Detran-TO, envolvendo diversos parceiros. É também quando passa a ter maior ênfase, no Brasil e no Tocantins, a Década de Ação pela Segurança no Trânsito (2011-2020), instituída pelas Organizações das Nações Unidas (ONU) e que é tema da Semana Nacional Trânsito.

Ao término da Semana de Trânsito, o Detran-TO pretende manter a rede de parcerias, de modo a alcançar melhor o cidadão com ações de conscientização.

Dicas de segurança

O motociclista deve se atentar para as normas de seguranças que constam no Artigo 244 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que exige o uso de capacete com viseira ou óculos de proteção. O capacete deve ter cores vistosas, de preferência refletivas, estar bem ajustado à cabeça e ter carimbo do Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro).

Outras recomendações são a atenção à distância de segurança lateral e frontal com relação aos demais veículos; uso de farol de luz baixa durante o dia e à noite; uso de calçado fechado que proteja até o tornozelo, blusão de couro ou de tecido grosso, calça comprida de tecido resistente e luvas próprias para motociclistas.

Para os condutores de automóveis, é recomendado atentar-se para o uso do cinto de segurança do motorista e também dos passageiros; não utilização de celular e de aparelhos de TV ou DVD na parte frontal do painel do veículo, não ingestão de bebidas alcoolicas e respeito aos limites de velocidade.(Ascom/Detran)

Por: Redação

Tags: Detran, Inmetro, Semana Nacional Trânsito