Polí­tica

Foto: Clayton Cristus Bonifácio foi eleito deputado estadual pelo PR Bonifácio foi eleito deputado estadual pelo PR

Em entrevista concedida logo após o encerramento da sessão da manhã desta quinta-feira, 11, na Assembleia Legislativa, o líder de governo na Casa, deputado José Bonifácio (PR) voltou a comentar sobre as declarações do ex-secretário de Segurança Pública, João Costa Ribeiro Filho, dadas à Rádio Tocantins FM, na tarde de ontem. Sobre a possibilidade de uma Comissão parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as licitações do governo, o deputado frisou que ainda é preciso levantar provas para que o caso seja levado a "julgamento".

Em entrevista ao Portal CT na tarde de ontem, o deputado Stálin Bucar (PR) comentou sobre a intenção de se levar as dispensas de licitação a uma Comissão Parlamentar de Inquérito. De acordo com Bucar, na ocasião, caso o secretário confirme as acusações aos deputados, existirá um fato determinado para que a CPI seja instaurada.

No entanto, Bonifácio se mostrou tranquilo quanto o possível convite do ex-secretário para comparecer à Assembleia e disse que ele precisa levantar provas das acusações que fez com relação às licitações que considerou fraudulentas. “Tem que haver indícios. Ele tem que apresentar esses indícios”, disse.

Barra da Grota

Contudo, quando questionado sobre o presídio de Barra da Grota, que teve suas obras de reforma paralisadas pelo então secretário da Segurança Pública e retomadas após sua saída, o deputado frisou que, a irregularidade precisa ser provada.

A licitação da obra, na época foi cancelada pelo então secretário e a decisão foi endossada pelo Tribunal de Contas do Estado. Contudo, no último mês a reforma orçada em mais de R$ 6 milhões foi retomada pelo governo, mesmo depois da decisão da SSP. “Nesse caso, existe a possibilidade de se ter o fato determinado para a CPI”, completou.