Educação

Foto: Aldemar Ribeiro

Crianças de 36 escolas da rede municipal, estadual e particular de ensino da região de Taquaralto tiveram um momento especial na manhã desta quarta-feira, 17, ao participarem da formatura do Proerd - Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência. O ato, realizado no Ginásio de Esportes da Escola de Tempo Integral Setor Santa Fé II, contou com a presença do governador Siqueira Campos e de várias outras autoridades.

Bastante vibrantes e entoando músicas e cânticos aprendidos no decorrer de sua participação no programa, no último semestre, os 2.143 alunos, de sete a 14 anos, que agora recebem seu certificado, passam a reforçar a trincheira contra o mundo das drogas lícitas e ilícitas, que têm provocado um número expressivo de mortes de jovens e adultos, além de inúmeros desajustes familiares, de acordo com as estatísticas.

Ao todo são agora em torno de 140 mil crianças atendidas por uma das mais bem sucedidas iniciativas de prevenção contra tais malefícios ao corpo e à mente humana. Só neste ano o Proerd formou 25 mil crianças nos municípios tocantinenses. Mas o Governo do Estado pretende ampliar as ações de programas como este, levando apoio das crianças da pré-escola até a última fase do ensino fundamental, ou seja, o 9º ano, conforme adiantou por ocasião do evento o secretário de Estado da Educação, Danilo de Melo Sousa.

Conforme o comandante geral da PM/TO, coronel Marielton Francisco dos Santos, “estas são crianças que assumiram o compromisso de viver longe das drogas e que por isso mantêm a inteligência e o discernimento para elevarmos esta meta de educação e ajudar o governador Siqueira Campos nesta luta, que é de toda a sociedade, de todos nós”, disse ele.

Investindo na vida

Experiência que começou em 2002 no estado, tendo chegado ao Brasil em 1992 através da PM do Rio de Janeiro, vinda dos Estados Unidos, o Proerd é desenvolvido pela PM/TO em parceria com a Seduc - Secretaria Estadual da Educação. Para o coordenador estadual do programa, tenente Cleuter, o apoio da secretaria tem sido irrestrito, seja quanto a materiais e equipamentos de trabalho, quanto a incentivo à melhoria de meios para o combate às drogas a médio e longo prazo.

Cleuter destaca que com a ação preventiva é significativo o que será economizado no futuro com o tratamento de doenças advindas das drogas. Enquanto o custo do aluno no programa é de R$ 1,96, para o estado, o custo geral do mesmo aluno no âmbito da educação ultrapassa R$ 500 para os cofres públicos do Tocantins.

Rosane da Silva, que mora na quadra 1203 Sul, acompanhou a formatura de um de seus quatro filhos, Maria Fernanda, de 10 anos, matriculada na Escola Municipal Antônio Gonçalves e enalteceu os fundamentos de disciplina, dedicação e orientação de vida, disseminados pelo Proerd. Ela diz que fará tudo para que as outras crianças menores entrem para o programa.

Aline Patrícia de Sousa, mãe de cinco filhos, agora moradora do bairro Morada do Vale, vizinho do Setor Santa Fé II, é uma das 195 famílias recém chegadas para o novo setor e deseja que seus filhos em idade de estudo não só entrem para a Escola de Tempo Integral como façam parte dos ensinamentos do Proerd.

Para o governador Siqueira Campos, que além de bastante aplaudido o tempo todo em que esteve no local pela criançada protagonista da formatura do dia de hoje, recebeu homenagens e vestiu a camiseta do Proerd. “É fundamental que as crianças e seus pais, assim como os professores e coordenadores, continuem fazendo do programa um esteio contra quaisquer tipos de drogas”, disse o governador. (Secom)