Economia

Foto: Alisson Castilhos

O auditório do Palácio Araguaia se transformou numa extensão da Floresta Amazônica para o lançamento do principal programa de tecnologia do Norte do Brasil. O evento reuniu diretores do Sebrae dos nove Estados da região da Amazônia Legal, o governador do Tocantins José Wilson Siqueira Campos e demais autoridades. Um painel de led (de alta definição) retratou um pouco do que promete ser o Amazontech 2011, pela primeira vez realizado no Tocantins, entre os dias 18 e 22 de outubro.

O programa promete gerar 22 milhões de reais em volume de negócios e captação de recursos, com o apoio de cem expositores. Na rodada de negócios estão previstos pelo menos 300 agendamentos e na rodada de projetos cerca de 60. A sétima edição do Amazontech promete atrair no Espaço Cultural, em Palmas, mais de 35 mil visitantes. No local está sendo instalada uma vitrine viva da Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, com mais de 80 novas tecnologias.

“Esse lançamento é a abertura de uma porta imensa para o desenvolvimento. Que os corações e braços de todos nós estejam abertos para recebermos a 7ª edição do Amazontech, que vai trazer evolução para o Tocantins e para toda a Amazônia”, declarou o governador Siqueira Campos ao dizer que o programa irá despertar o Estado nacionalmente, trazendo evolução para o Tocantins e para toda a Amazônia.

O presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Tocantins, Roberto Magno Martins Pires disse que o Amazontech será uma oportunidade para promover a cultura da inovação e a difusão de conhecimentos científicos e tecnológicos coerentes com a sustentabilidade do bioma amazônico. “Precisamos lançar nossos olhos sobre o futuro, porém é impossível fazer isso sem antes conhecer os cenários que permeiam os negócios, em especial os pequenos, que são a razão do existir Sebrae”, ressalta.

Já o superintendente do Sebrae, Paulo Massuia, destacou que só é possível falar de inovação tecnologia e sustentabilidade se estivermos preparados para uma atuação conjunta. “Falar de Amazontech é falar de inclusão, união, consenso. Estamos aqui porque queremos ser protagonistas de uma história de que deve ser construída no seu próprio meio”, afirmou Massuia pontuando que a palavra de ordem é: Gente. “Vamos fazer um evento voltado para o ser humano, por isso teremos o apoio total do Governo do Estado, da Prefeitura, das empresas e da nossa gente. A presidente Dilma falou do PPP que quer dizer: Pensar Primeiro nos Pequenos e isto o Sebrae está fazendo durante estes 22 anos no Tocantins e fará muito mais”, finalizou o superintendente. (Ascom Sebrae)